Sociedade

Cimeira Social é uma «oportunidade única» para europeus

O primeiro-ministro considerou hoje que a Cimeira Social representa uma «oportunidade única» para os europeus defenderem aquilo que os distingue no mundo, o seu modelo social, sendo também a resposta face aos «medos» do futuro.

Cimeira Social é uma «oportunidade única» para europeus

© DR

"A Cimeira Social [na sexta-feira], no Porto, é uma oportunidade única para defender e unir em torno daquilo que nos distingue como europeus: os nossos valores e o nosso modelo social. Não podemos perder esta oportunidade de construir uma Europa ambiciosa e solidária, uma Europa focada nas pessoas", declarou António Costa.

Esta posição foi transmitida pelo primeiro-ministro na abertura de uma conferência sobre o Pilar Europeu dos Direitos Sociais, no Porto, em que também participaram o secretário-geral da Confederação Europeia dos Sindicatos, Luca Visentini, e o comissário europeu para o Emprego e Direitos Sociais, Nicolas Schmit.

No seu discurso, feito parte em inglês e parte em francês, António Costa sustentou a tese de que o Pilar Social da União Europeia (UE) tem de funcionar como "uma base de confiança" para as populações quando se projetam mudanças de fundo ao nível do digital e das políticas para o combate às alterações climáticas.

"O plano de ação apresentado [pela comissário europeu] Nicolas Schmit é a única resposta efetiva à ansiedade que as transições para o verde, digital e automação estão a criar em relação ao futuro. A concretização do Pilar Social é a melhor ferramenta para mostrar aos nossos cidadãos que o que parece uma ameaça é, na verdade, uma oportunidade de criar mais e melhores empregos, ser mais competitivo e ter uma proteção social mais sustentável e eficaz", advogou o primeiro-ministro.

C/Lusa