Sociedade

Covid-19: JSD exige solução para deslocações de estudantes dos Açores e Madeira

A Juventude Social-Democrata (JSD) pediu ao Governo uma "solução" para a situação dos estudantes das regiões autónomas que não conseguem deslocar-se para fazer exames presenciais nas universidades do continente, devido às restrições para conter a Covid-19.

Covid-19: JSD exige solução para deslocações de estudantes dos Açores e Madeira

© DR

A estrutura partidária "exige" uma "solução" e refere que irá enviar "estas preocupações" ao executivo liderado por António Costa.

"Estes alunos não se conseguem deslocar da sua ilha, devido às restrições impostas no âmbito da pandemia, e deparam-se com a obrigatoriedade de se apresentarem para realizar exames presenciais na instituição de ensino que frequentam", avança a JSD, presidida por Margarida Balseiro Lopes, em nota enviada à agência Lusa.

A juventude partidária refere que o Governo tem "deliberadamente fechado os olhos" à situação, considerando que o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior deveria atuar.

"Lembramos que o princípio da continuidade territorial que consta dos respetivos Estatutos Político-Administrativos das duas regiões autónomas impõe que seja dada uma resposta por parte do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior", salienta a estrutura.

A JSD diz que o Ministro Manuel Heitor "não pode continuar a justificar a sua inação com a desculpa da autonomia responsável", uma vez que a situação coloca em causa a "igualdade entre alunos do ensino superior", provocando uma "grave discriminação dos estudantes insualres".

"Esta é uma situação que tem de ser solucionada, sob pena de criar uma situação de profunda desigualdade que prejudica injustificadamente os estudantes das regiões autónomas", afirma Margarida Balseiro Lopes, citada em comunicado.

A Azores Airlines - do grupo SATA - e a Ryanair não estão a operar para os Açores, mas a TAP nunca deixou de voar para a região, voando duas vezes por semana quer entre Lisboa e São Miguel e entre Lisboa e a ilha Terceira.

A partir de junho, a TAP irá voar diariamente entre Ponta Delgada e Lisboa e entre a Madeira e a capital.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 346 mil mortos e infetou mais de 5,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Quase 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.342 pessoas das 31.007 confirmadas como infetadas, e há 18.096 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

C/Lusa