Sociedade

Covid-19: Reino Unido regista 49 mortes e aumento de casos para 950 nas últimas 24 horas

O Reino Unido registou hoje 950 infeções de Covid-19, nas últimas 24 horas, número acima dos 892 reportados na quarta-feira e dos 670 na terça-feira, somando ainda 49 mortes.

Covid-19: Reino Unido regista 49 mortes e aumento de casos para 950 nas últimas 24 horas

© DR

De acordo com os dados oficiais do Ministério da Saúde, 46.413 pessoas já morreram até agora no Reino Unido após testes positivos para o novo coronavírus e um total de 308.134 foram infetadas desde o início da pandemia.

Nos hospitais britânicos continuam 1.118 pacientes, 73 dos quais requerem ventilação assistida.

Os surtos locais mantêm em confinamento parcial a cidade de Manchester e outras áreas no norte de Inglaterra, assim como a urbe de Aberdeen, na Escócia.

O autarca da cidade inglesa de Preston, onde vivem cerca de 150 mil pessoas, advertiu que o aumento de casos locais pode levar a novo confinamento nos próximos dias e pediu aos cidadãos para limitarem as visitas a outros domicílios e a usarem sempre a máscara, apesar de não ser obrigatório nas regras oficiais.

O governo britânico anunciou hoje que o sistema de deteção e rastreamento de contágio conseguiu entrar em contacto com 72,4% dos contactos próximos das pessoas que testaram positivo na semana que terminou a 29 de julho, uma percentagem um pouco menor à registada na semana anterior, e que foi de 76,2%.

Apesar das críticas ao programa de triagem britânico nos últimos dias, o primeiro-ministro, Boris Johnson, assegurou hoje que se trata de um sistema “líder mundial”.

“Estamos a fazer mais testes em relação ao número da população do que praticamente qualquer outro país da Europa”, afirmou o chefe de Governo, sublinhando que o Executivo trabalha junto das administrações locais para tomar as “medidas adequadas” em cada região do país.

Uma análise publicada pela Unidade de Bioestatística de Covid-19 da Universidade de Cambridge sugere que o número real de infeções diárias em Inglaterra situa-se nos 3.200, um número semelhante ao das últimas três semanas.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 708 mil mortos e infetou mais de 18,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

C/Lusa