Sociedade

Monitorização do Cabo Girão (vídeo)

A Associação Insular de Geografia tem em curso um projeto de monitorização da área protegida do Cabo Girão. A ideia é registar a utilização do espaço e estudar o impacto, quer na fauna, quer na flora. A reserva natural foi criada há quatro anos

Para assinalar o quarto ano da área protegida do Cabo Girão, a Câmara Municipal de Câmara de Lobos, em pareceria com a junta de freguesia, Associação Insular de Geografia e o Teatro Metaphora desceram a vereda do Boqueirão, o único acesso pedonal para chegar as fajãs do Cabo Girão, numa ação de limpeza. O resultado foram mais de 100 kilos de lixo.

A vereda do Boquierão deixou de ser usada há mais de duas décadas com a entrada em funcionamento do teleférico. Agora a junta de freguesia está a recuperá-la.

A iniciativa procurou chamar a atenção para a importância desta reserva natural, que desde 2019 está a ser monitorizada através do Projeto Giro desenvolvido pelo Instituto de Florestas e Conservação da Natureza e pela Associação de Geografia.

A Associação Insular de Geografia aproveitou o aniversário para lançar online, no site oficial da Área Protegida do Cabo Girão um roteiro com informação diversa para todos os que queiram usufruir deste espaço.

A ideia é divulgar este polo importante para a vida marinha e para a flora terrestre, uma área que chegou a registar mais de 10 mil visitantes por semana, antes da pandemia.