Sociedade

USAM defende salário mínimo regional de 913 euros (Áudio)

A União dos Sindicatos da Madeira (USAM) quer um acréscimo salarial na Região de 7,5% sobre o salário reivindicado pela CGTP, no valor de 850 euros.

Adolfo Freitas, USAM | Antena 1 Madeira © DR

A medida foi tomada, esta quinta-feira, pelo Conselho Regional da USAM, que avança desde já com um aumento de 90 euros para todos os trabalhadores. 

O Conselho Regional da União dos Sindicatos chamou ainda a atenção para o Dia Internacional do Idoso, sublinhando que muitos deles estão hoje em dia em condições precárias devido aos baixos salários, depois de terem trabalhado muitos anos para empresas que não reconheceram os seus direitos.

O coordenador da USAM, Adolfo Freitas, referiu ainda que o próximo Congresso da estrutura sindical está marcado para o dia 10 de outubro.