Graciosa Online

A Cantata - VÍDEO

Desinteresse dos jovens compromete a renovação dos coros



Em tempos que são diferentes, as datas passam quase sem darmos conta. 

Mas o Coro de São Mateus não deixou de comemorar o Dia de Santa Cecília, padroeira dos músicos e da música sacra. 

Em 50 minutos foram apresentados os novos temas, na maioria marianos, que serão incluídos no repertorio. 

A Graciosa é conhecida por ilha da música, onde as bandas e coros têm por hábito assinalar o Dia de Santa Cecília. Ainda em 2019, foi comemorado com um encontro de coros na Igreja da Fonte do Mato. Mas este ano, por causa da pandemia, apenas o Coro de São Mateus tomou a iniciativa de promover uma cantata na Igreja Matriz de São Mateus, da Vila da Praia. 

O Coro de São Mateus foi acompanhado por Fábio Mendes ao órgão e por Susana Moreira na flauta, ambos professores no ensino artístico da Escola Básica e Secundária da Graciosa. O pianista graciosense tocou também no órgão de tubos da Matriz de São Mateus, construído em lisboa em 1793. 

A Graciosa tem 3 órgãos de tubos. Um dos mais antigos dos Acores é de 1775 e pertence à Igreja de Guadalupe. A Matriz de Santa Cruz da Graciosa tem também um órgão de tubos de 1831. 

Com a retoma das cerimónias litúrgicas com fiéis, a 31 de maios, o Coro de São Mateus retomou também a sua actividade. Mas a crise nos coros é mais antiga e pretende-se com a falta de vozes, sobretudo masculinas. 

O desafio é lançado aos jovens. Sem renovação os coros estão a sentir dificuldades e alguns já não conseguem trabalhar a 4 vozes. 

O Coro de São Mateus foi criado com esta designação em 1989, a partir da fusão dos grupos corais da Praia e da Fonte do Mato. 

A Graciosa mantém 4 coros seniores e 2 juvenis.


Neste video está incluído um excerto do concerto:






Reveja Avé Maria e Canticorum:






E ainda "Eis-me Aqui":