Ouvir
Vibrato
Em Direto
Vibrato Pedro Rafael Costa

Concertos

Emeterians | 4 Julho

Fábrica Braço de Prata

|

Emeterians | 4 Julho Emeterians | 4 Julho

© Jorge Carmona / Antena 2


4 Julho | 22h00

Sala Visconti | Fábrica Braço de Prata 
Lisboa



Emeterians em acústico
pela primeira vez em Lisboa

Brother Wildman, Sister Maryjane e Maga Lion | vozes
Javier Martín Boix e Luis Aller Díaz | guitarras


Programa

By the Rivers of Babylon (cover)
Smile Powers
Come Back
Country Life
Music Lover
Hero
Satta Massagana (cover)
Casa
Together
Love Revolution
Turn your lights down low (cover)
Feeling Good
Sound di alarm
Babylon Bridge
Do the right
One Love (cover)





Gravação para posterior transmissão 
Produção: Anabela Luís






Quando falamos de Reggae, os Emeterians constituem um dos sons mais frescos do panorama atual europeu. Com seis álbuns editados, e tendo adoptado um formato clássico, já estão ao nível de grandes nomes do Reggae, além de já terem tocado com artistas internacionais como The Wailers, Brinsley Forde, Pulse Steel, Alpha Blondy, Clinton Fearon, Morodo…


Brother Wildman, Sister Maryjane e Maga Lion formaram os Emeterians na primavera de 2004. A partir de Madrid, iniciaram um caminho singular em que compartilham vozes e harmonias, mas que cada cantor revela e contribui com qualidades vocais únicas para as suas músicas. 
Não começaram com o reggae, experimentaram vários géneros, mas foram-se aproximando do reggae por este refletir as suas autênticas crenças e estar em sintonia com seu espírito.


O nome "Emeterians" é um tributo aos 'locais de ensaio Emeterio', do qual guardam memórias especiais e ainda ocupam um lugar especial nos seus corações...
Através de uma combinação de estilos, Early Reggae, Roots Reggae, Dub e Revival, os Emeterians criam um sabor de origens jamaicanas. Dependendo do evento, gostam de combinar vários formatos: acústico, soundsystem, liveub, concertos didáticos para crianças e especialmente com a banda Forward Ever Band.


Nos últimos 15 anos, Emeterians tem sido uma grande influência no desenvolvimento da música Reggae em Espanha e na Europa, contribuindo para a sua popularização e divulgação e consciencialização da sua cultura, através de atuações em reconhecidos espaços musicais, eventos de música ao vivo e promoções nos meios de comunicação. Já participaram em inúmeros festivais internacionais, como o Reeds Open Air (Suíça), Festival Mount Zion, Foundation Reggae Festival e Rototom Sunsplash, o maior e mais prestigiado festival europeu;  também criaram e/ou apoiaram eventos solidários como Sisters Sing the Reggae Queens, Reggae for Haiti, Open Arms project, Brian Travers Cancer Research, etc.
Foram vencedores de vários concursos, como o Iberian Reggae Contest de Rototom (2008) ou os prémios Guille na categoria "Músicas do Mundo" (La Noche en Vivo 2007/2011) ...








As suas atuações ao vivo refletem a energia e a harmonia do grupo com uma encenação muito profissional, cuidadosa, orgânica, apaixonada e espiritual.
Em 2012, começaram uma estadia de quatro anos em Londres, onde contactaram e captaram a cultura e a sonoridade Rasta.E tiveram a oportunidade de colaborar com grandes músicos, produtores e artistas do meio britânico, como Peckings, Stingray, Sparky Rugged, Winston Reedy, Brinsley Forde... Depois dessa experiência, de que ficaram grandes laços profissionais e de amizade, decidiram voltar para Espanha.



Os Emeterians já gravaram inúmeros singles, vários EP's e seis LP's de estúdio. Em 2007, o álbum de estreia, Seeds, uma primeira abordagem à música e mensagem de Emeterians, gravada em Madrid no Doppler Studios; em 2009, Change the Mood, a afirmação do trio, misturando sons analógicos e digitais, com uma forte mensagem de esperança, respeito, ação e rebeldia; em 2011, Power of Unity, disco de referência no panorama nacional, um álbum muito orgânico e potente, gravado em estúdios de Madrid, Okoume e produzido por Ras Kuko; em 2015, Inna Different Style, gravado e misturado por Cosme Deyah em Londres, 12 faixas que celebram mais de 10 anos de experiência e disponibilizado para download gratuito; em 2016, The Journey, produzido por Peckings e Cosme Deyah em Londres, com instrumentais do Studio One, Treasure Isle e Peckings Records, e que entrou para a 43ª posição na tabela da Billboard e esteve nos 50 melhores álbuns de Reggae de 2016 nos Grammy Awards; em 2017, The Magic Touch, produzido por Stingray e apresentando grandes músicos e produtores do Reino Unido, como Mafia e Fluxy, Jazzwad, Mattic Horns, etc.; e este ano lançam Roots O'Clock, um novo álbum produzido por Stingray com colaborações internacionais de nomes como Ky-mani Marley, Luciano ou Clinton Fearon, e que tem distribuição mundial pela VPAL Music.


Os Emeterians têm tido o apoio de vários rádios e meios de comunicação, como a BBC (David Rodigan, Robert Elms), a RNE 3  (Alma de León e gravaram para os 'Conciertos de Radio3' para TVE), Power of Reggae (NY), 100 % Puro Reggae (Argentina), Reggaeville (França), One Drop Reggae (Itália), Roots FM (UK), etc.... e agora, na Fábrica Braço de Prata, em Lisboa, para a RTP/Antena 2.




















Fotos Jorge Carmona / Antena 2