Ouvir
Vibrato
Em Direto
Vibrato Pedro Rafael Costa

Concertos

Gautier Capuçon | 16 Julho | 21h00

Grande Auditório

|

Gautier Capuçon | 16 Julho | 21h00 Gautier Capuçon | 16 Julho | 21h00

16 Julho | 21h00

Grande Auditório
Realização e Apresentação: Reinaldo Francisco 
Produção: Pedro Ramos

Gravação pela Rádio Suíça de Língua Alemã
a 31 de Agosto de 2019     


Berlioz e Saint-Saëns


Gautier Capuçon, violoncelo
Orquestra Filarmónica da Rádio França
Direção de Mikko Franck


Programa

Hector Berlioz Abertura da ópera Béatrice et Bénédict, Op. 27

Camille Saint-SaënsConcerto para violoncelo e orquestra nº 1 em Lá menor, Op.33

Hector Berlioz Sinfonia Fantástica, Op. 14


Poderá haver uma emblemática encarnação do romantismo francês  maior do que a «Fantástica» de Berlioz? Uma hora de música sem paralelo, na qual Mikko Franck e a Filarmónica da Rádio França interpretam o 1º Concerto de Saint-Saëns, e como solista um dos mais consagrados violoncelistas franceses da atualidade, Gautier Capuçon.




Mais sobre o concerto, aqui.




@ Jorge Carmona / Antena 2

Gautier Capuçon | Natural de Chambéry, o violoncelista francês estudou com Philippe Muller e Annie Cochet-Zakine no Conservatório Nacional Superior de Paris, e com Heinrich Schiff em Viena. Verdadeiro embaixador do violoncelo no século XXI, é o fundador e titular da Classe d’Excellence de Violoncelle da Fundação Louis Vuitton, em Paris. A sua musicalidade profundamente expressiva e o seu exuberante virtuosismo são reconhecidos internacionalmente, bem como a sonoridade única do seu violoncelo Matteo Goffriller de 1701. 
Tocou em abril de 2017, sob a direção de P. McCreesh, na Fundação Gulbenkian, e já colaborou com, entre outras orquestras, as Filarmónicas de Nova Iorque, Los Angeles, Munique e da República Checa, as Sinfónicas de Chicago, NHK de Tóquio e de Sidney e a Orquestra de Paris. No domínio da música de câmara, tem realizado várias digressões europeias, apresentando-se em recital no Carnegie Hall, no Walt Disney Hall e no Festival d’Aix-en-Provence, entre outros palcos.
Ao longo da sua carreira, Gautier Capuçon desenvolveu fortes ligações com muitas das principais orquestras mundiais, sob a direção de prestigiados maestros como L. Bringuier, S. Bychkov, G. Dudamel, C. Dutoit, C. Eschenbach, V. Gergiev ou Y. Nézet-Séguin. Colabora também com os compositores, incluindo L. Auerbach, K. Beffa, E. Benzecry, N. Campogrande, Q. Chen, J. Ducros, H. Dutilleux, P. Manoury, B. Mantovani, K. Penderecki, W. Rihm e J. Widmann. Apresenta-se regularmente em recital, em parceria com Nicholas Angelich, Martha Argerich, Daniel Barenboim, Renaud Capuçon, Jérôme Ducros, Katia e Marielle Labèque, Menahem Pressler ou os quartetos Artemis e Ébène.
Gautier Capuçon grava em exclusivo para a Erato (Warner Classics), tendo recebido vários prémios discográficos. Em 2018 foi lançado o álbum Intuition, preenchido com curtas peças para violoncelo com piano ou com orquestra. Em 2019 surge o seu último trabalho neste domínio, um disco dedicado a obras de Schumann, em colaboração com a Orquestra de Câmara da Europa, Bernard Haitink e Martha Argerich.