Ouvir
Vale a Pena Ouvir
Em Direto
Vale a Pena Ouvir Reinaldo Francisco

Concertos

Laureados Folefest 2019 | 6 Março 19h00

Instituto Superior Economia e Gestão

|

Laureados Folefest 2019 | 6 Março 19h00 Laureados Folefest 2019 | 6 Março 19h00

© Jorge Carmona / Antena 2


6 Março | 19h00

Auditório do


Concertos dos Laureados do Folefest 2019 
12º Concurso de Acordeão


Francisco Martins | 1º Prémio | Categoria C

Senza Trio | 2º Prémio | Música de Câmara – Nível Superior

Quartz | 1º Prémio | Música de Câmara – Nível Superior






Programa

Francisco Martins  
1º Prémio | Categoria C

Eddy Flecijn - Acquaviva 
Anatoli Biloschizki  - Partita Concertante Nº 1 (2º, 3º e 4º and.)


Senza Trio 
2º Prémio | Música de Câmara – Nível Superior
Adelina Marques, violino
Mariana Rodrigues, violoncelo
Carolina Paz, acordeão

Il-Ryun Chung Hinter dem Dunklen Weg (1º, 2º e 3º and.)
Artem Nyzhnyk - Without Answer


Quartz 
1º Prémio | Música de Câmara – Nível Superior
David Seixas, violino
Sara Martins, violino
Tânia Trigo, viola
Diogo Martins, violoncelo
José Pedro Fangueiro, acordeão

Matti Murto - Quinteto (1º and.)
Torbjörn Lundquist - Bewegungen



Transmissão em direto 
Realização e Apresentação: André Cunha Leal 
Produção: Anabela Luís 



Francisco Martins | Nascido em Castelo Branco a 20 de fevereiro de 2000, desde muito pequeno manifestou gosto pela música, em especial pelo acordeão. Aos 8 anos de idade iniciou os seus estudos musicais na Escola de Música da Orquestra Típica Albicastrense, escola onde obteve o seu primeiro prémio (2º Lugar na Categoria Infantil) bem como uma Bolsa de Estudo pelo bom aproveitamento e desempenho escolar revelados nos seus primeiros dois anos nesta escola. Mais tarde, ingressou no Conservatório Regional de Castelo Branco, onde finalizou o 8º grau, especializando o seu conhecimento no acordeão tanto na vertente solista como no contexto de música de câmara. Neste âmbito participou no ensemble da classe de acordeão com Carisa Marcelino; e em duo com Jéssica Reis. 
Em 2016, tocou com a Orquestra Sinfónica do Conservatório Regional de Castelo Branco e, em 2017, estreou a obra “Misty – Symphonic Poem” do compositor Duarte P. Dinis Silva. Em setembro de 2018 ingressou na Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART), no primeiro ano de licenciatura, na vertente de intrumento, na classe de Paulo Jorge Ferreira. 
Ao longo da sua carreira, tem tido inúmeras participações por todo o país e participado em vários concursos nacionais. Premiado em vários concursos tanto a nível escolar como nacional, destacam-se os primeiros prémios obtidos em quatro edições do concurso interno do Conservatório Regional de Castelo Branco, com principal relevo para o prémio “Maria do Carmo Gomes”, conquistado em 2017, que lhe conferiu a performance de solista com a Orquestra Sinfónica. Em 2018 foi-lhe atribuído o “Prémio de Mérito Artístico Nuno Álvares” (escola onde está a finalizar o ensino secundário). Dos prémios que conquistou em concursos nacionais há a destacar o Concurso Nacional de Acordeão “Folefest”: 1º Prémio Categoria C e Prémio Melhor Intérprete (2019), 1º Prémio Categoria B (2013), 2º Prémio Categoria C (2016), 3º Prémio Categoria B (2012). Conta também com o 1º Prémio nas 2ª (2017) e 3ª (2018) edições do “Concurso Nacional de Acordeão e Guitarra Portuguesa de Santarém”, bem como o 2º Prémio na 1ª edição (2016) deste mesmo evento. Tem ainda realizado diversos MasterClasses para aprofundar os seus conhecimentos, nomeadamente com os conceituados: An Raskin, Paulo Jorge Ferreira, Bayan Quartet, João Roíz Ensemble, Claudio Jacomucci, Vincent Lhermet, Gorka Hermosa e Bjarke Mogensen.





Quartz | David Seixas, violino; Sara Martins, violino; Tânia Trigo, viola; Diogo Martins, violoncelo; José Pedro Fangueiro, acordeãoGrupo formado num contexto académico por alunos da Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco, sob a orientação artística de Paulo Jorge Ferreira. A sua disposição inicial compreendia um trio de cordas com acordeão, tendo sido recentemente alterada para a sua formação atual: quarteto de cordas e acordeão. Destaca-se no percurso deste grupo, o 2º prémio no concurso Folefest 2018 na categoria de música de camara - nivel superior, e mais recentemente o 1º prémio no concurso Folefest 2019. Um dos propósitos deste agrupamento é apresentar-se em concerto, divulgando o repertório original para quarteto de cordas e acordeão.













Senza Trio | Adelina Marques, violino; Mariana Rodrigues, violoncelo; Carolina Paz, acordeão | Grupo de música de câmara da Escola Superior de Artes Aplicadas, formado em setembro de 2018 na classe do conceituado professor e acordeonista Paulo Jorge Ferreira. Ao longo destes meses tem vindo a atuar em vários concertos tendo recentemente participado no Concurso Folefest 2019, onde obteve o 2º prémio no nível superior de música de câmara








Fotos Jorge Carmona / Antena 2 RTP