Ouvir
Notas Finais
Em Direto
Notas Finais António Pires Veloso

Concertos

Lusitânia Trombones | 2 Dezembro | 19h00

Instituto Superior de Economia e Gestão

|

Lusitânia Trombones | 2 Dezembro | 19h00 Lusitânia Trombones | 2 Dezembro | 19h00

© Jorge Carmona / Antena 2


Temporada Concertos Antena 2

2 Dezembro | 19h00

Transmissão direta
a partir do Auditório do
Instituto Superior de Economia e Gestão     


Lusitânia Trombones

Quarteto de trombones

Joaquim Rocha
Rui Fernandes
Vítor Faria
Paulo Alves





Programa

William Byrd The Earle of Salisbury´s Pavane (arr. Derrick Parker)

J. S. Bach Fugue in D minor (arr. Richard Myers)

Giuseppe Verdi – "Ave Maria" da ópera Otello (arr. Scott Hartman)
 
Anton Bruckner Christus factus est (arr. Elwood Williams)

Claude Debussy Trois Chansons (arr. Michael Levin)

John Glenesk Mortimer Suite Parisienne

Tom Jobin Wave (arr. Philip Thrif)





Transmissão direta
Apresentação: Pedro Ramos
Produção: Anabela Luís, Reinaldo Francisco



Joaquim Rocha | Iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música de Castelo de Paiva, com David Silva, concluindo o curso secundário com a classificação máxima na disciplina de instrumento. Terminou a licenciatura em trombone em 2017, na Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo, na classe de Severo Martinez, com a classificação de 20 valores no recital final.
Em 2016, foi o vencedor da categoria George Roberts do concurso inserido no International Trombone Festival, realizado na Julliard School, em Nova Iorque. No mesmo ano, ganhou também o 1º prémio no I Concurso Internacional de Trombone (em Castelo de Paiva). Em 2019 venceu a categoria de Trombone Superior no Prémio Jovens Músicos, onde teve a oportunidade de tocar a solo com a Orquestra Gulbenkian no concerto de laureados. 
Tem vindo a colaborar com várias orquestras, tais como: Sinfónica da Galiza, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Orquestra Gulbenkian, Orquestra de Guimarães, entre outras. Do mesmo modo, realizou estágios em orquestras de jovens, com destaque para a Orquestra de Jovens do Mediterrâneo e a Orquestra de Jovens da Sinfónica da Galiza.
Participou em diversos cursos e masterclasses, ministradas por solistas internacionais, dos quais são exemplo Stefan Schulz, Ian Bousfield, Andreas Klein, David Bruchez, Jamie Williams, Jon Etterbeek, Petur Eiriksson, Filipe Alves, Gabriel Antão, Bill Thomas, Nathan Zgonc, entre outros. 
Atualmente é membro da Orquestra Sinfónica Portuguesa, e frequenta o mestrado em ensino da música na Escola Superior de Música de Lisboa.



Rui Fernandes | Natural de Lanhelas, no concelho de Caminha. Iniciou os seus estudos musicais aos oito anos de idade na Banda Musical Lanhelense. Estudou posteriormente com José Borges na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo. Aos 18 anos prosseguiu os seus estudos na Escola Superior de Música de Lisboa com Ismael Santos e aos 23 anos ingressou no Royal Northern College of Music, em Manchester, onde estudou com Chris Houlding, finalizando o Postgrade Diploma com distinção de mérito. Ao longo do seu período de formação, frequentou também cursos de aperfeiçoamento com os mais prestigiados trombonistas mundiais, tais como, Joseph Alessi, Ian Bousfield, Don lucas, Gusztav Hona, David Bruchez, Christian Lindberg, Maximo La Rosa, entre outros.
Rui Fernandes tem colaborado com vários agrupamentos de música de câmara e apresentou-se a solo com a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras no Festival de Música do Estoril interpretando o Concertino D`Hiver de Darius Milhaud. Colaborou com as principais orquestras portuguesas, a Orquestra Sinfónica do Porto, a Orquestra Sinfónica Portuguesa e a Orquestra Metropolitana de Lisboa, tendo tocado com prestigiados maestros e solistas. 
Como professor, lecionou trombone nos Conservatórios de Alhandra e Minde, leciona aulas particulares e é coordenador de naipe de trombone no Estágio Gulbenkian para Orquestra.
De 2008 a 2010, foi o trombonista solista do Remix Ensemble Casa da Música. É desde 2010, 2º trombone solista da Orquestra Gulbenkian. 
Atualmente é também membro do conceituado grupo de trombones e tubas Wild Bones Gang.



Vítor Faria | É solista na Orquestra Sinfónica Portuguesa desde 2000 e professor na Universidade do Minho desde 2010. É licenciado pela Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo e doutorando em Educação Artística na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Lecionou no Instituto Piaget de Almada, Centro de Cultura Musical, Academia de Música de Oliveira de Azeméis, Academia de Música de Guimarães e Conservatório Regional Silva Marques (Alhandra). Tem orientado masterclasses um pouco por todo o país e faz parte do júri do Concurso Internacional de Trombone de Castelo de Paiva. 
Foi premiado no Prémio Jovens Músicos em 1994 e 1995 na categoria de Música de Câmara, em nível Médio e Superior, respetivamente.
Colaborou e colabora regularmente com a Orquestra Sinfónica do Porto - Casa da Música, Orquestra Gulbenkian, Remix Ensemble, Real Filharmonia da Galicia, Filarmonia das Beiras, Orquestra do Norte, Orquestra da Madeira, Orquestra Metropolitana e Orquestra de Jazz de Matosinhos.
Apresentou-se a solo com a Orquestra ARTAVE, com a Orquestra Nacional de Sopros dos Templários, com a Banda de Pevidém e com a Orquestra Sinfonieta, com esta última fez a estreia mundial do Concertino para Trombone de Emídio Coutinho sob a direção de Vasco Pearce de Azevedo. Tem-se apresentado em recital e formações de música de câmara.




Paulo Alves | Nascido em Tarouquela em 1985 iniciou os seus estudos na sua terra natal, prosseguindo os estudos na Academia de Castelo de Paiva, Escola Profissional de Artes da Beira Interior, Academia Nacional Superior de Orquestra e Universidade de Évora.
Ganhou o 1º prémio de interpretação musical em Castelo de Paiva (2002), e em 2008 ficou em 2º lugar no concurso Internacional Terras de la Sallete. 
Em 2007 fica como Reserva na Orquestra de Jovens Gustav Mahler.
Colabora frequentemente com as mais prestigiadas orquestras portuguesas, tais como Orquestra Gulbenkian, Orquestra Metropolitana, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Clássica do Sul, Orquestra de Câmara Portuguesa, Orquestra da Madeira, Remix ensemble, entre outras. 
Atualmente é trombonista na Banda Sinfónica da GNR






Fotos Jorge Carmona / Antena 2