Ouvir
Grande Auditório
Em Direto
Grande Auditório Reinaldo Francisco / Produção: Susana Valente

Concertos

Roberto Valdés e Daniel Rodríguez Hart | 11 Abril 21h00

Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu | Teatro Viriato

|

Roberto Valdés e Daniel Rodríguez Hart | 11 Abril 21h00 Roberto Valdés e Daniel Rodríguez Hart | 11 Abril 21h00

Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu

11 Abril | 21h00 

Teatro Viriato
Entrada gratuita sujeita a reserva


Roberto Valdés e Daniel Rodríguez Hart


Roberto Valdés, Violino
Daniel Rodríguez Hart, Piano


Programa

Francesco Geminiani (1687-1762) - Sonata C-moll
      I. Largo
  II. Allegro moderao
  III. Siciliana
  IV. Allegro ma non troppo

Ludwig Van Beethoven (1770-1827) - Sonata A dur "Kreutzer" (ou Sonata em Lá maior “À Kreutzer")
I. Adagio sostenuto. Presto
II. Andante con Variazioni
III. Presto




Transmissão direta
Realização e Apresentação: João Almeida
Produção: Anabela Luís



Roberto Valdés estreou-se aos 7 anos, e desde então foi-se tornando um reconhecido solista e músico de câmara, tanto na América como na Europa, tendo tocado as mais icónicas obras para violino, clássicas e da América Latina.
Como solista, colaborou com diversos maestros, tais como Igor Yaroslavski, Miguel del Castillo, Sung Kwak, Alfredo Rugeles, J. Calabrese, Cristóbal Soler, Francesco Belli, Carlos Riazuelo e Max Ravinovitch, entre outros. Já atuou em palcos como o Gran Teatro de La Habana, Teatro Amadeo Roldán, Teatro Teresa Carreño, Grand Hall of the Moscow State Conservatory, Liceu de Barcelona, Palau de la Música Valencia, Teatro Amira de la Rosa, Teatro Heredia, Miry Hall of the Conservatory Ghent, Teatro Comunale “G. D’annunzio”, Grande Auditório e Centro Cultural de Belém.
Foi o diretor musical do Conjunto de Cámara de la Habana (Cuba), diretor artístico e musical da Orquesta Filarmónica del Caribe (Colômbia), Camarata Ensemble da Guarda e Camerata Ibero-Americana (Portugal); concertino da Orquesta Sinfónica de Valencia (Venezuela), Orquesta Sinfónica de Medellín (Colômbia); e concertino convidado da temporada de ópera no Palau de la Música de Valencia (Espanha).
Durante os seus mais de 20 anos enquanto professor, Roberto Valdés trabalhou na direção do Departamento de Cordas do Instituto Superior de Arte em Havana (Cuba) e no Conservatorio de Música de Valencia (Venezuela). Foi professor na Universidad EAFIT de Medellín (Colombia). Foi convidado para dar masterclasses na Universidad Simón Bolívar em Caracas (Venezuela); um curso de verão na Academia Reina Sofía em Madrid (Espanha); e na Universidad de Valencia (Espanha).
Durante mais de quinze anos, Valdés colaborou com a Fundación del Estado para el Sistema Nacional de Orquestas Juveniles e Infantiles de Venezuela (FESNOJIV) enquanto professor de violino e music coach dos violinistas da Orquesta Sinfónica Simón Bolívar, incluindo Gustavo Dudamel, Diego Matheuz, Dietrich Paredes e Alejandro Carreño.
Os seus alunos já venceram vários concursos internacionais importantes como o Henryk Szering Violin Competition, Unión Nacional de Escritores y Artistas de Cuba (UNEAC), David Russell Competition, Concurso Internacional Luís Ángel Arango, e Concurso Internacional de Violino da Covilhã.
O violinista nasceu em Havana, Cuba, fez o mestrado em Fine Arts no Tchaikovsky Conservatory e no Gnesen Institute, em Moscovo, onde estudou com Sergei Kunakov, Zoria Shikhmurzayeva, Halida Akhtyamova, Dmitry Schebalin, entre outros.
Roberto Valdés é, atualmente, docente na Universidade de Aveiro e na Escola Profissional de Música de Espinho (Portugal), e professor convidado da Academia Latinoamericana de Violin, em Caracas (Venezuela).




Daniel Rodríguez Hart começou os seus estudos musicais na Especialidade de piano no Conservatório Alejandro García Carturla em Havana, Cuba, na classe de Isabel Clavera, aos 7 anos. Prosseguiu os estudos secundários no conservatório Amadeo Roldán com María de los Ángeles Horta. Recentemente finalizou os estudos na Escola profissional de Musica de Espinho com Pedro Burmester e agora frequenta o Royal Conservatoire of Scotland na classe de Aaron Shorr e Petras Geniusas. Recebeu ainda aulas dos pianistas Frank Fernández e Víctor Rodríguez.
Em 2005 participou no VII Festival de Música Latino-americana na República Dominicana, onde foi destacado com o Grande Prémio de Excelência. Nesse mesmo ano, apresentou-se no Primeiro Concurso Internacional de Piano de Maracaibo, Venezuela, obtendo o Segundo Prémio e Menção à melhor interpretação da obra contemporânea.
Em setembro de 2010 participou no XIX Concurso Internacional de Piano de Ibiza – Espanha, onde obteve o Segundo Prémio; e no Concurso Internacional de Piano María Clara Cullell na Costa Rica, onde se destacou com o Primeiro Prémio e a Menção à Melhor interpretação da obra costarriquenha.
Em 2012 foi laureado em vários concursos portugueses, obtendo os Primeiros Prémios no Concurso Internacional de Música “Cidade de Almada” (5ª categoria) e no XI Concurso de piano Florinda Santos. Foi ainda Primeiro Prémio no IX Concurso de piano da Póvoa de Varzim e no XIV Concurso Internacional Santa Cecília (destacado também com o Prémio Revelação).
A sua atividade solística, iniciada aos 13 anos, foi marcada pela sua estreia com a Sinfónica Nacional de Cuba com o Concerto Nº 3 de D. Kabalevsky, em 2008. Em 2010, foi novamente convidado apresentando o Concerto Nº 13 de W. A. Mozart, ambos os concertos sob a direção do maestro Enríquez Pérez Mesa. Em Maio de 2013, tendo ganho o concurso interno de solistas na Escola Profissional de Música de Espinho, interpretou a Rapsódia sobre um tema de Paganini com a Orquestra Clássica de Espinho sob a direção do maestro Pedro Neves.
Em 2014 foi vencedor do Primeiro Prémio no XI Concurso de Piano da Póvoa de Varzim e também destacou-se com o Primeiro Prémio na edição desse ano do Prémio Jovens Músicos, o que lhe permitiu apresentar-se a solo com a Orquestra Gulbenkian sob a direção do maestro Pedro Carneiro no Grande Auditório da Fundação Gulbenkian.





Para mais informações sobre o Festivalclicar aqui.