Ouvir
A Ronda da Noite
Em Direto
A Ronda da Noite Luís Caetano

Concertos

Sexteto Ricardo Pinto | 20 Outubro | 19h00

Liceu Camões

|

Sexteto Ricardo Pinto | 20 Outubro | 19h00 Sexteto Ricardo Pinto | 20 Outubro | 19h00

© Jorge Carmona / Antena 2


Temporada Concertos Antena 2

20 Outubro | 19h00

Auditório do 
Liceu Camões     


Sexteto Ricardo Pinto

Ricardo Pinto, trompete
Ricardo Toscano, saxofone alto
Óscar Graça, piano
Nelson Cascais, contrabaixo
Luís Candeias, baterista
Bernardo Tinoco, saxofone tenor





Programa

Suite Ló

tema A 12

De Sol a Sol

Em tons de Verde

Novembro

New on old

A Sul
 


São apresentados alguns temas do novo disco Gomorra que sai em breve, e dois temas do último disco A Sul, nomeadamente o tema com o mesmo nome e outro intitulado Novembro.




Transmissão direta
Apresentação: João Almeida
Produção: Anabela Luís, Cristina do Carmo



Ricardo Pinto | Natural de Sintra, em 1977. De 2009 a 2011 fez a Licenciatura em música do curso de Jazz da Escola Superior de Música de Lisboa (ESML). 2003: Bolsa de Estudo para a “Berklee College of Music. 2003: Frequentou o Hot Club de Portugal tendo aulas com os seguintes professores, João Moreira, Pedro Madaleno, Ricardo Pinheiro e Bruno Santos. 1999: Seminário de Jazz em Sevilha orientado por Perico Sambeat; Mike Philip Mossman; Edward Simon; Ben Monder; Adam Cruz entre outros. Workshop no Estoril Jazz orientado por Al Galper e Jack Wallrat. 1996|98: Frequentou a escola de música “Acorde Comigo” sendo orientado por nomes como: Pedro Madaleno; Mário Delgado; Miguel Gonçalves; Alexandre Dinis; Yuri Daniel; José Menezes entre outros. 
Já tocou com músicos em várias formações como: Óscar Graça, Carlos Barreto, Jorge Reis, Ricardo, Nelson Cascais, Ricardo Toscano, Jeffery Davis, Nuno Costa, Victor Zamora, Rui Caetano, Ana Paula, Sousa, André Matos, Hugo Antunes, Gonçalo Almeida, Luís Candeias, Yohannes Krieger, Mick Trovoada, Orlanda Guilande, Selma Uamusse, Rita Maria Catarina dos Santos, Diego El Gavi. Do seu primeiro e Segundo disco dos Sintra Project fizeram parte do seu quinteto Daniel Hewson, Francesco Valente, Bruno Margalho e Rui Pereira, Luís Barrigas e André Rosinha . 
Atualmente fazem parte do seu quinteto , Ricardo Toscano , Óscar Graça , André Rosinha e Luís Candeias. Entre muitos outros que passaram pela Reunion Big Jazz Band onde ainda tocou, por diversos projectos como Kumpania Algazarra, Yeti Project, Diego El Gavi onde ainda toca, Yemanjazz, Bordell, participou ao vivo e fez gravações com Black Mamba, Terrakota, Blasted Mechanism, Catarina dos Santos, Kussundulola, Cacique 94, Room 74, entre outros.



Ricardo Toscano | Natural de Lisboa (1993) mas criado na margem sul do Tejo (Amora/Seixal), teve ligação com a música desde muito cedo por intermédio do pai, que também é músico. Começou a aprender clarinete aos 8 anos na filarmónica local (Amora), entrando aos 13 para o Conservatório Nacional na classe de Clarinete, onde estudou dois anos; aos 15 ingressou na Escola Profissional Metropolitana, na classe de Clarinete dos professores Jorge Camacho, Nuno Gonçalves e João Ramos. Aos 16 começou as suas aulas na Escola de Jazz Luiz Villas-Boas, na classe de Saxofone de Desidério Lázaro, com quem estudou dois anos. Aos 17 entrou para a Escola Superior de Música de Lisboa no regime de sobredotado, onde ainda permanece. Já teve aulas/master classes com Danilo Perez, Wynton Marsalis, Greg Osby, João Moreira, Pedro Moreira, Miguel Zenon, Aaron Goldberg, Kurt Rosenwinkel, Joe Lovano, Ben Street, George Garzone, Terence Blanchard e muitos outros.
Em 2011 formou o Ricardo Toscano 4teto (com André Santos, João Hasselberg e João Pereira), tendo ganho a 25ª edição do Prémio Jovens Músicos na categoria de Jazz. No mesmo ano teve, também, o privilégio de participar no disco "Os fados e as canções do Alvim" do grande mestre Fernando Alvim, tendo colaborado com artistas como Fafá de Belém, Carlos do Carmo, Camané, Rui Veloso, Carminho, Amélia Muge, Cristina Branco e outros. 
Reconhecido na cena do jazz nacional, tem tocando com muitos dos nomes mais marcantes, como Mário Laginha, Mário Barreiros, Carlos Barretto, João Paulo Esteves da Silva, João Moreira, Nelson Cascais, Paula Oliveira, Bruno Santos, Afonso Pais, André Sousa Machado, Mário Delgado, Alexandre Frazão, André Fernandes, José Salgueiro, Júlio Resende, Bruno Pedroso, etc. E, ainda na área da música popular, com Paulo de Carvalho, António Chainho, Carlos Manuel Proença, Rão Kyao, etc.
Em 2013 formou o seu actual 4teto – com João Pedro Coelho, Romeu Tristão e João Pereira – tendo actuado em festivais/palcos de grande relevo como, por exemplo, AngraJazz, Estoril Jazz, Casa da Música, Funchal Jazz, PortalegreJazzFest etc. Atualmente integra também o Sexteto de Jazz de Lisboa, Nelson Cascais Decateto, Septeto do Hot Clube de Portugal, Carlos Barretto Lokomotiv, Quarteto Mário Barreiros, etc.
Integra também o corpo docente da Escola de Jazz Luiz Villas- Boas e da Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa. A sua discografia inclui muitas participações em gravações na área do jazz e outras.




Óscar Marcelino da Graça | Nascido em Aveiro em 1980, começou a estudar música aos seis anos por influência do seu avô materno. É licenciado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa (2002) e concluiu o curso complementar de piano no Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian (1998). Frequentou aulas de jazz na Escola de Jazz do Porto, Hot Clube de Lisboa e Berklee College of Music (onde foi bolseiro). É presentemente doutorando em Música na Universidade de Lisboa. Foi aluno de, entre muitos outros, Paulo Gomes, Bernardo Moreira, Rodrigo Gonçalves, António Pinho Vargas, Luís Tinoco, Frank Carlberg, Tony Germain, Neil Olmstead, JoAnne Brackeen, Bruno Raberg, Dave Samuels, Ken 2000, tendo já lecionado em diversas instituições, quer aulas regulares quer master classes. É presentemente professor na Escola Superior de Música de Lisboa, na Universidade de Évora e na Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal Luiz Villas-Boas (Lisboa). 
Faz parte de algumas formações como Nuno Costa Quinteto, Last Minute Experience, NoA, Joana Machado, Orquestra do Hot Clube de Portugal, sPiLL, e é mentor de projetos como o seu próprio trio, liftoff, erro de sintaxe ou dot filmes-concerto. 
Como sideman, toca e/ou já tocou com André Fernandes, Nelson Cascais, Mário Franco, Miguel Amado, Bernardo Moreira, João Firmino, Afonso Pais, Marta Hugon, Paula Oliveira, Mariana Norton, Sara Serpa, Sofia Ribeiro, David Binney, Paulo Gaspar, José Pedro Coelho, João Guimarães, Ohad Talmor, Gonçalo Prazeres, Dan Weiss, João Lencastre, Reunion Big Band e QuadQuartet, entre muitos outros.
[discografia] "CLQ" de Carlos López (Free Code Jazz Records, 2006) "Last Minute Experience" de Carlos López (K Industria, 2009) "(...)" de Nuno Costa (TOAP, 2009) "Raça" de Paula Oliveira (Polydor, 2010) "The Golden Fish" de Nelson Cascais (TOAP, 2011) "All Must Go" de Nuno Costa (TOAP, 2012) "Tributo a Benny Goodman" de Paulo Gaspar (Numérica, 2012) "velox pondera" de óscar marcelino da graça (TOAP, 2012) “Fuse” de QuadQuartet (2012) Guimarães Jazz/TOAP Coletivo VI (TOAP, 2012) "Low Cost Generation" de The Last Minute Experience (edição de autor, 2012) "A Evolução da Forma" de Nelson Cascais (Sintoma Records, 2013) "10 Sides To My Story" de Mariana Norton (edição de autor, 2013) "Blame It On My Youth" de Joana Machado (Parlaphone, 2013) "Memória de Amiba" de André Carvalho (2013) "Silk" de Loft (TOAP, 2014) "Super Sexy Fight Songs" de sPiLL (2014) "Motor Live" de André Fernandes (2014) "Detox" de Nuno Costa (2015) "Lullaby Storm" de Katia Leonardo (2016) "Lifestories" de Joana Machado (2016)



Nélson Cascais | Nasceu em Lisboa em 1973. Estudou na Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal e no Conservatório Nacional de Lisboa. Em 1994, como finalista do curso de jazz do HCP, representou Portugal no meeting anual da IASJ, em Nova Iorque. 
Em 1995 inicia uma activa carreira como sideman, o que lhe permitiu preencher a sua agenda com colaborações em estúdio e actuações ao vivo, em Portugal e no estrangeiro, com algumas das mais importantes figuras do jazz nacional e internacional como Rick Margitza, Jerome Richardson, Benny Lackner, Perico Sambeat, Bernardo Sassetti, Maria João, Stefano D’Anna, Llibert Fortuny, Nuno Ferreira, Jorge Reis, Laurent Filipe, Ivan Padduart, Antonio Faraó, John Ellis, Aaron Goldberg, Markku Ounaskari, Kari ikonen, Jorge Pardo, Jarmo Savolainen, Stefanno D'Anna, Maria Schneider, Carlos Martins, Mario Laginha, entre outros. 
Em 2002, é nomeado Músico de Jazz do Ano pelo site www.jazzportugal.net. Actualmente integra o Quarteto de André Fernandes, Jesus Santandreu Quartet, Paulo Bandeira Quarteto, Joao Lencastre Group, Jeff Davis 4tet. Desde 1999 que lidera o seu próprio grupo com o qual gravou os CDs "Ciclope", "Nine Stories" e mais recentemente "Guruka".
Discografia: Nelson Cascais "Guruka", Toap 2009; Nelson Cascais “Nine Stories”, Toap 2005; Nelson Cascais “Ciclope”, Toap 2002; Jeff Davis "Haunted Gardens" Toap 2009; André Fernandes “Imaginário” Toap 2009; Jesus Santandreu “Sound Colors”, Fresh Sound 2008; Carlos Martins “Água”, Iplay 2008; Abe Rabade Septet "Open Doors", Karonte Records 2008; Abe Rabade "Rosalia 21", 2008; André Fernandes "Cubo", Toap 2007; André Fernandes “Timbuktu", Toap 2006; Carlos Martins e Orquestra "Do outro lado", Som Livre 2006; Sara Valente "Blue in Green", 2006; Toap Colective "Vol.1", Toap 2006; Laurent Filipe "Ode to Chet", Som Livre 2006; Bruno Santos "Wrong Way", Toap 2005; Joana Machado "Idiossincrasias", 2005; Pedro Madaleno "Sound of places", Clean Feed 2004; Laurent Filipe "A Luz", Clean Feed 2004; Jorge Reis "Pueblos" , Toap 2003; Nuno Ferreira & Companhia Dos Sons "Spin", Toap 2002; Isaac Turienzo "Con Angel", 1999.



Luís Candeias | Nascido em Lisboa em 1978, começou a tocar no inicio da sua adolescência, e desde então que desenvolve o seu percurso em diversas áreas que passam pelo Jazz, música improvisada, experimental, pop/rock. Licenciado pelo Conservatório de Amesterdão toca profissionalmente desde há quinze anos tendo já acompanhado inúmeros músicos como Albert Sanz, Carlos Barretto, Afonso Pais, Paula Sousa, André Fernandes, Bruno Santos, Seamus Blake, JP Simões, Filipe Melo, Nelson Cascais, Pedro Madaleno, Jasper Blom, Jesse Van Ruler, Frans van der Hoeven, Desidério Lázaro, Jorge Reis, Benny Lackner, Ignaz Dinne, Francesco Bearzzatti, Duncan Haynes, Franco Piccinno, Pekka Pylkkanen, Jay Corre, Perico Sambeat, Yuri Daniel, Joana Espadinha, Mariana Norton, Rita Maria, Boss AC, João Paulo Esteves da Silva, João Moreira, entre muitos outros. 
Tem‐se apresentado nas mais conceituadas salas de espetáculo do país: São Luiz Teatro Municipal; CCB; Casa da Música no Porto; Culturgest; Cine‐Teatro de Alcobaça; Teatro Circo de Braga; Centro Cultural das Caldas da Rainha; Centro Cultural de Castelo Branco. Mas tem também tocado nos mais diversos clubes e festivais nacionais bem como um pouco por toda a Europa e África: Hot Clube de Portugal; Bimhuis (Amesterdão); Birdland (Hamburgo); Baiser Salé (Paris), Bflat (Berlim); Seixal Jazz; Festa do Jazz; Douro Jazz; Valado dos Frades; Rock´in Rio; Optimus Alive; Festival Gamboa (Cidade da Praia‐Cabo Verde); Baia das Gatas (S. Vicente‐Cabo Verde); Festival do Sal (Ilha do Sal‐Cabo Verde); Festival Jazz Bez (Ucrânia/Polónia); Festival Jazz au Chellah (Marrocos); Festival de Jazz de Ljubljana (Eslovénia). 
Tem também exercido trabalho de estúdio bastante considerável contando já com a participação em mais de vinte registos. Desidério Lázaro “Rotina Impermanente”, “Cérebro: Estado Zero”, “Subtractive Colors”; Paula Sousa “Valsa Para a Terri”, “Nirvanix”; João Firmino “A Casa da Ávore”; Bruno Santos Ensemble; Velkro “The Future of the Past”, “Don´t Wait For The Revolution”; Joana Espadinha “Avesso”; Mariana Norton “Ten Sides To My Story”; Afonso Pais e Rita Maria “Alem das Horas” são alguns dos nomes com quem já gravou. 
Paralelamente à sua actividade como músico é também professor de bateria nas escolas Hot Clube de Portugal e JbJazz.

 


Bernardo Tinoco | Nasceu em Lisboa no ano de 2000 e iniciou em 2010 o estudo de saxofone. Teve como professores do mesmo instrumento na vertente clássica e jazz Hélder Alves, João Capinha, Ricardo Toscano, João Pedro Silva, João Mortágua e Pedro Moreira. Frequentou cursos de verão, masterclasses, seminários e ainda a Big Band Júnior. Das ações de formação frequentadas, destacam-se as lecionadas por Jacob Sacks, Ben van Gelder, Perico Sambeat, Peter Bernstein, Joe Chambers, George Cables, Gilad Hekselman, Mário Laginha, Rodrigo Constanzo, entre outros. Tanto no contexto académico como profissional, Bernardo Tinoco tem colaborado regularmente com alguns dos músicos de maior relevância no panorama do jazz nacional. 
Como líder ou sideman tocou já em espaços e festivais como Hot Clube de Portugal, Fábrica do Braço de Prata, Porta-Jazz, Fundação Calouste Gulbenkian, Culturgest, Festival Caldas Nice Jazz, Festival Robalo Jazz – Antena 2, Convento de S. Francisco – Santarém Jazz Fest, Jazz in Lagos, Estarrejazz, Cine-Teatro Avenida – Noites Azuladas, Casa da Cultura de Setúbal, Festival de Jazz de Viseu, Festival Internacional de Saxofone de Palmela, Abril Jazz Mil, Palmela Wine Jazz, Jazz em Agosto, entre outros. 
Tem colaborado com Orquestras de Jazz nacionais, alguns dos cantautores portugueses mais aclamados e conta já com participações em trabalhos discográficos de diferentes projetos. 
Atualmente lidera o grupo GARFO que conta com a participação de João Almeida, João Fragoso e João Sousa, grupo que editou o seu primeiro álbum pela editora Clean Feed, com apoio da Rádio Antena 2. É licenciado em música na variante de jazz pela Escola Superior de Música de Lisboa e frequenta atualmente o Mestrado em Ensino da Música na instituição já referida.












Fotos Jorge Carmona / Antena 2