Ouvir
Império dos Sentidos
Em Direto
Império dos Sentidos Paulo Alves Guerra / Produção: Ana Paula Ferreira

Festivais

FESTIM - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo | 19 Junho a 25 Julho

Águeda | Albergaria-a-Velha | Sever do Vouga | Estarreja | Oliveira do Bairro | Oliveira de Azeméis

|

FESTIM - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo | 19 Junho a 25 Julho FESTIM - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo | 19 Junho a 25 Julho

FESTIM - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo 
11ª edição

19 Junho a 25 Julho
Águeda | Albergaria-a-Velha | Sever do Vouga | 
Estarreja | Oliveira do Bairro | Oliveira de Azeméis


FESTIM - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo tem apresentado, desde 2009, artistas de dimensão internacional, num modelo, cada vez mais sólido, de programação cultural em rede. Em 2019, a viagem musical cumpre-se nos 14 concertos que ocorrem ao ar livre ou em várias salas de referência de seis Municípios: Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Estarreja, Oliveira do Bairro e Oliveira de Azeméis.

Esta edição carateriza-se, mais uma vez, pela diversidade de estilos, geografias e sonoridades: do flamenco aos ritmos africanos, um quinteto de cordas pouco clássico vindo de leste, uma recriação dos ritmos cubanos da salsa e do bolero à capela, a temas inspirados nas melodias tradicionais russas, fazem parte de um cartaz com 8 nomes e raízes em 10 países de diversos continentes. 

Festim é o único festival português a integrar a rede europeia European Forum of Worldwide Music Festivals. Em 2015, conquistou o selo EFFE (Europe For Festivals, Festivals for Europe), atribuído pela European Festivals Association, que assim distingue os melhores festivais europeus garantindo notoriedade internacional aos galardoados.


Os concertos do FESTIM 2019, à semelhança dos anos anteriores, são transmitidos na íntegra no programa Raízes, no próximo Outono, em datas a anunciar.

Para saber mais sobre esta edição do Festim, o seu programador Luis Fernandes conversa com Inês Almeida, na emissão de Raízes, de 14 de Junho, à meia-noite.
Para ouvir, clicar aqui.


Programa do Festival

todos os concertos às 22h00

Hang Massive | Suécia / Inglaterra
19 junho | Águeda | CAA - Centro de Artes de Águeda

Rocío Márquez | Espanha
21 junho | Albergaria-a-Velha | Cineteatro Alba
22 junho | Sever do Vouga | Centro das Artes do Espectáculo

Nomfusi | África do Sul 
27 junho | Albergaria-a-Velha | Quinta do Torreão (Albergaria ConVida)
28 junho | Sever do Vouga | Parque Urbano (Feira do Mirtilo)

Otava Yo | Rússia
28 junho | Oliveira do Bairro | Quartel das Artes
29 junho | Oliveira de Azeméis | Praça da Cidade

Volosi | Polónia
5 julho | Estarreja | Cine-Teatro de Estarreja
6 julho | Sever do Vouga | Centro das Artes do Espectáculo

Vocal Sampling | Cuba
11 julho | Águeda | Largo 1º Maio (AgitÁgueda)
12 julho | Estarreja | Cine-Teatro de Estarreja
13 julho | Albergaria-a-Velha | Cineteatro Alba

Sharon Shannon | Irlanda
18 julho | Águeda | Largo 1º Maio (AgitÁgueda)

Sara Tavares | Portugal / Cabo Verde
25 julho | Águeda | Largo 1º Maio (AgitÁgueda)




Concertos

Hang Massive | Suécia / Inglaterra
19 junho | Águeda | CAA - Centro de Artes de Águeda

Danny Cudd - hang
Markus Offbeat - hang

Do top de visualizações do youtube para os palcos, Hang Massive são um fenómeno global e chegam ao Festim após uma digressão por mais de vinte países. Danny e Markus são ambos tocadores de hang, fascinante instrumento inventado há apenas duas décadas, cujo magnífico som resulta das vibrações de uma espécie de disco voador metálico. 
O concerto ao vivo de Hang Massive, inspirado no seu último disco “Luminous Emptiness”, leva-nos por uma viagem interior épica, numa fusão especial entre a incrível sonoridade acústica do hang e os ambientes eletrónicos. O Festim 2019 começa com música na ponta dos dedos.






Rocío Márquez | Espanha
21 junho | Albergaria-a-Velha | Cineteatro Alba
22 junho | Sever do Vouga | Centro das Artes do Espectáculo

Rocío Márquez - voz
Canito - guitarra
Agustín Diassera - percussão

Rocío Márquez, deslumbrante figura do cante flamenco, é dona de uma voz e de um virtuosismo raros. A sedução do flamenco em pessoa. Tornou-se uma das ‘cantaoras’ da sua geração com maior projeção, vivendo na confluência do flamenco com outras linguagens. 
Vários álbuns e prémios depois, Rocío tem uma carreira sólida pelos palcos do mundo, arriscando e inovando caminhos para a sua música. Com o seu novíssimo álbum “Visto en el Jueves” na bagagem, Rocío Márquez promete, em duas arrebatadoras noites de Festim, um exercício de modernidade sobre a memória cultural do flamenco. Olé!






Nomfusi | África do Sul

27 junho | Albergaria-a-Velha | Quinta do Torreão (Albergaria ConVida)
28 junho | Sever do Vouga | Parque Urbano (Feira do Mirtilo)

Nomfusi Gotyana - voz
Mark Williams - guitarra, voz
Sebastian Gieck - baixo
David Wöhrer - bateria
John Amoako - teclados

Nomfusi é conhecida pelas suas indomáveis performances. Formada na rica tradição do jazz sul-africano, o seu raro alcance vocal atinge uma força quase inexplicável, principalmente por vir de uma figura de apenas metro e meio de altura. 
Com uma história de vida bastante vincada, a sua capacidade de superação sobe ao palco em cada concerto, em cada canção. Este é um encontro entre a terra e a alma. 
A eletrizante Nomfusi é uma das maiores estrelas atuais da música negra e vem finalmente ao Festim, com a promessa de duas grandes noites!






Otava Yo | Rússia
28 junho | Oliveira do Bairro | Quartel das Artes
29 junho | Oliveira de Azeméis | Praça da Cidade

Belkin Alexey – gaita de foles, gusli, zhaleika
Sergeev Petr - bombo
Shikhardin Dmitrii - violino, voz
Skosyrev Aleksei – guitarra e voz
Lina Kolesnik – violino e voz
Nikiforov Denis - percussão
Telegin Vasilii - baixo

Imagine-se um bando de músicos, saídos das melhores escolas de música erudita, que pegam em antigas canções tradicionais russas e as transformam em hits construídos propositadamente para dançar, seja de forma ordeira ou mais ou menos caótica. Junte-se a isso uma dose de sentido de humor, um visual original, vozes pujantes e a convivência de instrumentos tradicionais e elétricos para se começar a perceber o que nos espera. 
Trazem as orgulhosas tradições do folclore russo para a era digital. Da Rússia, com amor, os Otava Yo mostram-nos com quanta energia e loucura se faz um Festim!






Volosi | Polónia
5 julho | Estarreja | Cine-Teatro de Estarreja
6 julho | Sever do Vouga | Centro das Artes do Espectáculo

Krzysztof Lasoń - violino
Zbigniew Michałek - violino
Jan Kaczmarzyk - viola
Stanisław Lasoń - violoncelo
Robert Waszut – contrabaixo

Em estreia absoluta em Portugal, este fabuloso quinteto de cordas é exímio no repertório tradicional de melodias e danças dos Cárpatos polacos, em arranjos iluminados pela escola clássica e pelo jazz, com influências da improvisação, da música erudita e do rock.
Uma combinação irresistível, universalmente aclamada, conquistando públicos de grandes festivais e de prestigiadas salas de concertos de todo o mundo. 
Estes polacos ultrapassam os limites das suas cordas de forma absolutamente criativa e emocionante. Uma vez ouvidos, jamais serão esquecidos. 
Volosi, no Festim, para partirem as cordas todas!






Vocal Sampling | Cuba
11 julho | Águeda | Largo 1º Maio (AgitÁgueda)
12 julho | Estarreja | Cine-Teatro de Estarreja
13 julho | Albergaria-a-Velha | Cineteatro Alba

Rene Baños Pascual - voz
Reinaldo Sanler Maseda - voz
Oscar Porro Jimenez - voz
Ruben Dario Perez Guerra - voz
Pedro Guillermo Bernard Coto - voz
Luis Alberto Alzaga Mora - voz

Se fecharem os olhos, vão pensar que no palco há guitarras, bateria, sopros e tudo o mais. 
Mas os Vocal Sampling fazem tudo isto apenas cantando. Autênticos ilusionistas da voz, com uma marcante e sedutora presença em palco, estes cubanos transformam as cordas vocais em instrumentos musicais, recriando os ritmos da salsa e outras pulsações latinas, num concerto tão potente como qualquer orquestra completa. 
Um som impressionante, que tem percorrido o mundo e que agora chega ao Festim. Vozes de Cuba para sintonizar em três concertos inesquecíveis!






Sharon Shannon | Irlanda
18 julho | Águeda | Largo 1º Maio (AgitÁgueda)

Sharon Shannon - acordeão diatónico
Jim Murray - guitarra acústica
Gareth Maher - guitarra elétrica e voz
John Regan - violino, stomp box e voz

Já faltava a Irlanda no Festim. Sharon Shannon é uma das grandes intérpretes mundiais do acordeão diatónico (congénere da ‘nossa’ concertina). Com mais de uma dúzia de discos em nome próprio, domina o instrumento como ninguém. Mundialmente respeitada e profundamente talentosa, tornou-se conhecida por ampliar os horizontes da música tradicional irlandesa ao longo das últimas décadas. 
A música trepidante de Sharon Shannon e dos seus músicos leva o público ao limite, com as festivas melodias celtas e os ritmos exuberantes da velha Irlanda. Ei-la, no Festim, para um concerto único!






Sara Tavares | Portugal / Cabo Verde
25 julho | Águeda | Largo 1º Maio (AgitÁgueda)

Sara Tavares - voz
Rolando Semedo - guitarra
Ivo Costa - bateria
Ivan Gomes - guitarra
João Gomes - teclados
Rui Vaz - baixo

Chegou aos nossos ouvidos há mais de vinte anos e, desde então, a sua música tem viajado pelos quatro cantos do mundo. É nessas viagens que descobre uma nova simplicidade e constrói um registo muito pessoal, hoje inconfundível. 
Com vários prémios e muitos palcos partilhados, Sara Tavares traz-nos o bom feeling das raízes cabo-verdianas em todos os acordes e letras que escreve. A sua voz autêntica, ternurenta e doce contrasta com uma inesgotável energia em palco, fazendo qualquer corpo gingar ao som da sua música. 
Com Fitxadu, o seu novo álbum, Sara vem ao Festim sussurrar-nos “coisas bunitas”!







Para mais informações, clicar aqui.