Ouvir
A Propósito da Música
Em Direto
A Propósito da Música Alexandre Delgado

Festivais

Festival de Música de Setúbal | 25 a 28 Maio

Reportagem e programa

|

Festival de Música de Setúbal | 25 a 28 Maio Festival de Música de Setúbal | 25 a 28 Maio


25 a 28 Maio

Migração


O Festival de Música de Setúbal, na sua 7ª edição, é um acontecimento cultural singular que reune convidados de renome internacional com a comunidade local - aproximadamente 1.500 jovens estão envolvidos este ano enquanto compositores e intérpretes - e em que a música é trabalhada como factor de desenvolvimento e inclusão social, enriquecendo a vida cultural desta cidade.

O tema deste ano do Festival,“Migração”, foca-se na interrelação das culturas da Península Ibérica, tema que assume um maior significado não só enquanto conceito, mas também a nível global e local, pela sua atualidade.

Na edição de 2017 estão presentes alguns dos melhores grupos de músicos nacionais e internacionais: a Grand Union Orchestra (Londres), a Sinfonietta de Lisboa e o Coro da Gulbenkian. A guitarra que, de uma forma geral, existe em todas as culturas, é um dos elementos mais presentes este ano, não havendo, talvez, outro instrumento tão simbólico da migração, ou representativo da vida musical na Península Ibérica. Dejan Ivanovich, de Tuzla (Bósnia e Herzegovina) e atualmente considerado um dos mais conceituados guitarristas clássicos de Portugal, atua em três concertos distintos, um deles com a “Extravaganza de Guitarras”, que reúne cerca de 60 guitarristas de Setúbal e outros locais de Portugal. O Ensemble Juvenil de Setúbal, um dos melhores exemplos de democracia musical e de inclusão social, já é reconhecido como uma pequena “orquestra” excepcional, no que diz respeito ao talento e à diversidade dos jovens músicos que o constituem.
O Festival recebe ainda Pilar Del Rio para discutir a obra A Jangada de Pedra de José Saramago, que ilumina e reflecte este tema da migração e da Península Ibérica.

A Antena 2, na reportagem de Isabel Meira, percorreu os caminhos deste Festival.
Para ouvir as peças, clicar aqui e aqui.



Programação

25 Maio | 21h30 
Fórum Municipal Luísa Todi

Boas Migrações  

Sinfonietta de Lisboa
Camerata do Festival de Setúbal, cordas
Conservatório Regional de Setúbal, cordas
Vasco Pearce de Azevedo e Kerem Hasan, maestros
Lia Yeranosyan, Josefina Fernandes, Joana Praça, violinos
Sofia Azevedo, violoncelo
Programa

Handel - Concerto Grosso Op. 6 nº 1
Stravinsky - Concerto em Ré
Avison / D. Scarlatti - Concerto Grosso nº 5
Raul Avelãs - Suite de Danças Ibéricas
Panufnik - Suite Polaca Antiga
Bartok - Danças Romenas

As migrações para e da Península Ibérica, ao longo da sua longa história, definiram e enriqueceram as identidades culturais não só de Portugal e Espanha, mas também de muitos outros países pelo mundo fora. Este concerto celebra o profundo impacto e a vasta influência de vários grandes compositores “migrantes” dos séculos XVIII e XX, cuja internacionalização se reflecte globalmente nas salas de concerto dos dias de hoje, assim como entre os solistas e as orquestras que partilham o palco esta noite.
Os dois mestres barrocos, Georg Handel da Alemanha e Domenico Scarlatti da Itália, reuniram-se em Roma há 300 anos antes de ambos emigrarem, Handel para Inglaterra e Scarlatti para Portugal e Espanha transformando o mundo musical dentro e fora dos seus países adoptivos. Se os seus antecessores do século XVIII foram migrantes em busca de um progresso criativo e económico, os nossos três compositores do século XX, Bela Bartok (Hungria), Andzrej Panufnik (Polónia) e Igor Stravinsky (Rússia), foram refugiados de regimes opressivos: também eles trazendo as suas dádivas especiais nas suas viagens, dando e encontrando inspiração musical e mudando a vida das pessoas.




26 Maio | 10h30 - 12h00 
Auditório José Afonso | Fórum Municipal Luísa Todi
Entrada livre

Mãos Juntas 

Demonstração de Percussão + Desfile 
Coordenador: Fernando Molina
Centenas de jovens das escolas e dos grupos comunitários de Setúbal participam no desfile anual de ritmos e expressão cultural. Siga os ritmos, sinta a energia, desfrute da diversidade da vida musical local e junte as suas mãos para os jovens talentos.



26 Maio | 18h30 – 19h15 
Igreja de S. Simão (Azeitão)

Cordas Ibéricas

Camerata do Festival de Setúbal, cordas
Dejan Ivanovich, guitarra
Kerem Hasan, maestro

Programa

Braga Santos - Concerto para Cordas em Ré
Antón Garcia Abril - Concerto Mudejar para Guitarra

Este concerto conta com a música de um dos maiores compositores portugueses do século XX, Joly Braga Santos, e seu jovem contemporâneo espanhol, Antón Garcia Abril, cuja premiada carreira abrange salas de concertos, teatro, cinema e televisão. As suas distintas obras estão enraizadas nas diversas culturas da Península Ibérica. A guitarra é o instrumento que mais imediatamente vem à mente quando se pensa no músico viajante. Dejan Ivanovich iniciou a sua própria viagem na cidade de Tuzla, cidade do “lago de sal”, na Bósnia, onde nasceu, chegando mais tarde e a Portugal, onde é reconhecido como solista, professor e especialista em guitarra.
Em associação com o Concurso de Direcção Donatella Flick LSO.



26 Maio | 21h30 
Fórum Municipal Luísa Todi 

Ventos Ibéricos

Grand Union Orchestra
Setúbal Voz, coro Academia Luísa Todi
Conservatório Regional de Setúbal
Conservatório Regional de Palmela
Tony Haynes director, compositor/arranjador 


Passaram-se 600 anos desde que marinheiros de Espanha e Portugal começaram a explorar o globo, inaugurando uma era de migração entre a Europa e o resto do mundo. Mas, muito antes disso, a Ibéria já abrigava judeus do Oriente, árabes do sul e celtas do norte e do oeste. Todos deixaram a sua marca, cultura, e particularmente a sua música.
Enquanto isso, os ventos que levavam os marinheiros para marés distantes também trouxeram de volta a cultura e os costumes da América do Sul, do Caribe, da África, da Índia e do Oriente, tal como os seus povos, para aumentar esta mistura. É um processo que continua nos dias de hoje, e com o fluxo mais recente de migrantes de outras partes da Europa, a mistura ibérica é mais rica do que nunca.
Juntamente com artistas de Setúbal e Palmela, os músicos da Grand Union Orchestra residentes no Reino Unido mas oriundos dos cinco continentes! – vão levá-lo numa viagem colorida em música e canções comemorando a rica herança musical que é a Iberia de hoje.




27 Maio | 11h00 
Baixa da cidade - Guitarras nas lojas, ruas, cafés…
Entrada livre

Música nas Ruas
Academia Luísa Todi, guitarras



27 Maio | 16h00 
Casa d’Avenida 
Entrada livre

A Sensação de um Lugar

Música de novos compositores setubalenses em reacção à exposição "Lanzarote – A Janela de Saramago"
João Francisco Vilhena, fotógrafo
Joana Praça e Josefina Fernandes, violinos
Maria Beatriz Oliveira e Francisco Canteiro, guitarras
Inês Madeira Lopes e Tiago Cabrita, compositores

Lançamento da exposição, com música de novos compositors de Setúbal, Inês Madeira Lopes e Tiago Cabrita e canções criadas por crianças de Tuzla.



27 Maio | 18h00 
Museu do Trabalho Michel Giacometti

Ensemble Juvenil de Setúbal
Rui Borges Maia, direcção

Programa
António Laertes - DivertiMente
James Moriarty - Diversions
João Godinho e François Choiselat (Soundpainting) - Nortada, Levante e Soão

O Ensemble Juvenil de Setúbal nasceu em 2014 e já deixou a sua marca no país e no estrangeiro como uma “orquestra” de jovens músicos. O projecto inovador de improvização Soundpainting e o trabalho recentemente encomendado ao compositor britânico James Moriarty inspiraram-se nas fontes tradicionais ibéricas. Moriarty diz: “Escrever esta peça deu-me uma oportunidade única de descobrir a música de Portugal. Combinar as diversas tradições com a minha própria linguagem musical tem sido desafiador, mas imensamente gratifi- cante”.



27 Maio | 21h00
Fórum Municipal Luísa Todi 

Guitarras Migrantes

Extravaganza de Guitarras
Orpheus Trio (Dejan Ivanovich, Filipa Pinto Ribeiro, Gonçalo Gouveia), guitarras
Escola Superior de Lisboa, guitarras
Universidade de Évora, guitarras
Conservatório Regional de Setúbal, guitarras
Academia Luísa Todi, guitarras
Marco Alonso, guitarra flamenco
Pedro Mestre e Campaniça, Trio guitarras tradicionais do Alentejo
Pedro Castro, guitarra portuguesa
Teresinha Landeiro, fadista

Programa 

Manuel de Falla - Chapéu de Três Bicos
Sara Ross - Guitarrança



27 Maio  | 23h00 – 24h00 
Casa d’Avenida 

Mesa de Frades em Setúbal - Casa de Fado 

Teresinha Landeiro, fadista
Pedro Castro, guitarra portuguesa
André Ramos, viola
Francisco Gaspar, viola baixo

Mesa de Frades é uma famosa Casa de Fados em Lisboa que já foi uma capela no século XVIII, depois uma mercearia e taberna. É agora uma Casa de Fados ainda decorada com os belos painéis de azulejos da capela, e com um ambiente informal.
Desfrute de um copo de vinho enquanto viaja ao som de um dos nossos Patrimónios da Humanidade.




28 Maio | 11h30
Fórum Municipal Luísa Todi 
Entrada livre

Vozes Ibéricas

Projecto Escrita de Canções
Coros das escolas de 1º ciclo
APPACDM de Setúbal
Coral Infantil de Setúbal
Músicos convidados
Carlos Barreto Xavier, coordenador do projecto e direcção

Um concerto de belas canções – inspiradas nas tradições culturais partilhadas, diversas e nunca estáticas da Península Ibérica – criadas e executadas por 250 crianças de Setúbal.



28 Maio | 16h00 
Casa d’Avenida 
Entrada livre com reserva obrigatória

A Jangada de Pedra
Conversa com Pilar del Rio, João Francisco Vilhena e João Brites

A Jangada de Pedra é um fantástico romance alegórico de José Saramago, vencedor do Prémio Nobel em 1998, no qual a Península Ibérica rompe com a Europa continental e flutua livremente no Oceano Atlântico – uma visão profética para os nossos tempos. 
Saramago foi, ele mesmo, um migrante, deixando Portugal, seu país nativo por razões políticas e vivendo em Lanzarote, nas Ilhas Canárias, pelo resto de sua vida.



28 Maio | 18h30 
Igreja do Convento de Jesus 

Migrações Ibéricas

Dejan Ivanovich, guitarra
Coro da Gulbenkian, 12 vozes
Conservatório Regional de Setúbal, coro
Paulo Lourenço, maestro

Programa 

Castelnuovo-Tedesco - Romancero Gitano
Lopes-Graça - Partita
António Laertes - Jangada de Pedra 
Música de Morago, Victoria, de Cristo, Peñalosa, Cardoso e Guerrero

Bela música coral, entrelaçada com guitarra virtuosa, celebra a rica diversidade cultural da Península Ibérica. 
O programa vai da música polifónica renascentista de compositores portugueses e espanhóis, atraídos para a antiga cidade de Évora, para uma nova peça inspirada no romance de José Saramago, A Jangada de Pedra.



Exposições

 "Lanzarote - A Janela de Saramago" do fotógrafo João Francisco Vilhena
Casa d' Avenida | de 2 a 28 de Maio

É o diário secreto da vida de um homem numa ilha, habitada por vulcões adormecidos e melancólicos, um caderno de apontamentos sobre o olhar sensorial e apaixonado do escritor, visto e filtrado pelo olhar de um fotógrafo que em 1998 esteve em Lanzarote para o retratar, e que 15 anos depois regressou para capturar novas imagens e sentir o que aquela terra, no meio do oceano, representou para o único prémio Nobel da Literatura de língua portuguesa.


"Iberian Peninsula/Migrations" 
Casa d' Avenida | de 2 a 28 de Maio
Exposição pensada e realizada por Graça Pinto Bastos e Maria João Frade 


"Cartazes de um Festival" 
Foyer do Fórum Municipal Luísa Todi | 25 a 28 de Maio
Exposição de propostas de imagens promocionais inspiradas no tema do Festival de Música de Setúbal de 2017, realizadas por alunos da Escola Secundária D. João II


"Ensemble Sketchbook" - José Minderico (artista)
Museu do Trabalho Michel Giacometti | 27 de Maio 18h00    



Para mais informações, consulte o site do Festival, aqui