Associação de Moradores do Bairro Alto leva a Paris problemas com turismo em Lisboa

| País

A Associação de Moradores do Bairro Alto (AMBA) vai representar Portugal numa reunião de associações em Paris, na qual se vai debruçar sobre a "asfixia dos moradores face à massificação turística que invade a cidade" de Lisboa.

O encontro "Nuisances Nocturnes: les citoyens europeénes se mobilisent" (Perturbações noturnas: os cidadãos europeus mobilizam-se, em tradução livre) decorre na capital francesa no dia 31 de maio e conta com a participação da AMBA, à semelhança da edição anterior.

O tema da intervenção portuguesa será a asfixia dos moradores perante o turismo, que a associação considera ser promovida pela Câmara, pelo Governo e pelo Turismo de Portugal afirmou à Lusa o presidente da AMBA, Luís Paisana.

Segundo o responsável, a gestão do turismo está a ser feita "sem muitas regras, um liberalismo um bocadinho exagerado", e o crescimento deste fenómeno está a levar a um despovoamento da capital.

Outra das consequências apontadas é a "descaracterização da própria cidade de Lisboa e dos seus bairros, que começam a perder aquelas características que no fundo os turistas vêm à procura: o contacto direto com a população, a roupa estendida, as tascas", referiu.

Na opinião do líder da AMBA, também "está em causa" o comércio tradicional e a qualidade de vida dos moradores, assim como o aumento dos preços de bens e serviços.

Quanto à noite, Luís Paisana faz o contraste entre Lisboa "onde é permitido consumir álcool, fazer ruído sem qualquer problema", e cidades como "Amesterdão e Londres, onde é proibido o consumo de álcool na via pública".

Para a AMBA, isto "constitui um atentado ao direito fundamental ao descanso e ao sono" dos moradores.

Quanto à reunião em Paris, a associação planeia informar o gabinete do vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Duarte Cordeiro, quanto a experiências e medidas que possam ser adotadas na capital.

"Todas as experiências que vamos obtendo vamos passando à Câmara, sem grande impacto até agora", disse o representante, ressalvando, porém, que espera "uma abertura" por parte do município e também do Governo.

A AMBA pede a regulação dos "fenómenos do turismo, sobretudo à noite, e tentar um equilíbrio entre a vida noturna, o comércio noturno e os residentes que sofrem todos os dias".

Para isso, a associação integra também um grupo de trabalho que junta o município, a Junta de Freguesia da Misericórdia, associações de moradores e comerciantes e investigadores e que visa "encontrar equilíbrios, medidas e alterações" que possam "preservar o património imaterial, que são os moradores, e o património imaterial, que vai sendo destruído".

A par de associações de várias regiões de França, estarão representadas instituições de Bruxelas (Bélgica), de Itália e de Barcelona (Espanha).

Segundo Luís Paisana, os responsáveis internacionais não mostram "muita sensibilidade, até porque os outros países não têm este problema da noite tão grave como Lisboa tem".

O responsável afirmou que provocou "algum espanto" na última reunião em que participou, quando mostrou fotografias da noite de Lisboa e das "discotecas na rua".

"Nestes países os fenómenos são grupos de jovens que andam na rua com garrafas a beber, mas não há estas aglomerações que vemos em Lisboa. [Os responsáveis internacionais] não imaginavam que isso fosse possível num país europeu, numa cidade europeia", sustentou.

Tópicos:

AMBA, Barcelona, Bruxelas Bélgica,

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.