Mais de mil operacionais combatem fogo na serra da Estrela

por Lusa
O fogo teima em não dar tréguas na Serra da Estrela Joana Gonçalves de Almeida - RTP

O incêndio na serra da Estrela está a ser combatido por mais de mil operacionais, apoiados por mais de três centenas de viaturas, segundo o "site" da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

O incêndio, cujo primeiro alerta foi dado na madrugada do dia 6, mas que reativou esta segunda-feira, atinge os municípios de Manteigas, Covilhã e da Guarda e era o único grande fogo ativo em Portugal continental às 4h30, desta terça-feira, segundo a mesma fonte.

O último ponto da situação realizado pelo comandante nacional da proteção civil, na noite de segunda-feira, indicava que as chamas estavam a lavrar com uma "intensidade elevada", registando um "comportamento violento".

A reativação que se verificou segunda-feira do incêndio na serra da Estrela teve origem em "três ignições em simultâneo no Vale da Amoreira", em Manteigas, distrito da Guarda, "com expansão para os concelhos da Covilhã (distrito de Castelo Branco) e da Guarda", adiantou André Fernandes.

Este incêndio, além de atingir o concelho da Covilhã, chegou a Manteigas, Gouveia, Guarda e Celorico da Beira, queimando um total superior a 14 mil hectares, segundo dados provisórios.

 

 

Tópicos
pub