Conversa Capital com Maria Manuel Leitão Marques

| Conversa Capital
Conversa Capital com Maria Manuel Leitão Marques

Entrevista a Maria Manuel Leitão Marques, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, no programa Conversa Capital. Entrevista de Rosário Lira (Antena1) e Filomena Lança (Jornal de Negócios).

Os funcionários públicos, cujas carreiras vão ser descongeladas no início de 2018, só irão receber a totalidade do aumento correspondente a essa progressão no final de 2019. O pagamento vai ser feito de forma faseada. Em 2018 a medida terá um impacto de 640 milhões de euros. Maria Manuel Leitão Marques não adiantou quantos ao certo serão abrangidos mas garante que haverá dinheiro para todos os que tiverem direito à progressão. 


A ministra da Presidência e Administração Publica revelou à Antena1 e ao Negócios que o pagamento vai estender-se por dois anos e será feito de forma faseada: 25 por cento do acréscimo remuneratório em janeiro de 2018, 50 por cento em setembro, 75 por cento em maio de 2019 e 100 por cento a 1 de dezembro de 2019.

Quanto à possibilidade de o Governo vir a considerar o tempo em que a carreira ficou congelada, a ministra diz que a única promessa que o Governo faz "é ouvir" e procurar um entendimento.

Maria Manuel Leitão Marques garante que apesar do descongelamento previsto não será necessário rever as carreiras e criar critérios que limitem as progressões. A revisão de carreiras na função pública não está nos horizontes desta legislatura.

Neste âmbito garante que no próximo ano as progressões automáticas não vão acabar e também não será feita uma revisão da Tabela Única de Remunerações.

Sobre a admissão dos precários no Estado garante que, mesmo não sabendo quantos serão absorvidos, a verba prevista no Orçamento do Estado já conta com a integração de todos.

Relativamente ao futuro relacionamento do Governo com o novo líder do PSD, seja ele quem for, revela que deseja que esse entendimento exista e espera até que possa vir a ter o acordo do partido para dar continuidade ao Simplex.

Assista aqui, em formáto vídeo, à entrevista a Maria Manuel Leitão Marques dada ao programa Conversa Capital:


A informação mais vista

+ Em Foco

A 15 de outubro de 2017, uma vaga de incêndios fez 50 mortos e dezenas de feridos. Reunimos aqui um conjunto de reportagens elaboradas um ano depois da catástrofe.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

        Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.