Biblioteca de Odemira assinala 20 anos da atribuição do Nobel a José Saramago

| Cultura

A Biblioteca Municipal de Odemira vai promover várias iniciativas este mês para assinalar os 20 anos da atribuição do Prémio Nobel de Literatura a José Saramago, como uma feira do livro dedicada à obra do escritor português.

Através das iniciativas, que vão decorrer entre sábado e dia 30 deste mês, a Biblioteca Municipal José Saramago quer assinalar a efeméride e "homenagear o seu patrono e único detentor" português do Prémio Nobel de Literatura, explica a Câmara de Odemira, no distrito de Beja.

Segundo o município, num comunicado enviado à agência Lusa, as iniciativas, dirigidas aos públicos geral e escolar, vão começar com a abertura, no sábado, na biblioteca, da Feira do Livro Saramago, que, até ao próximo dia 30, irá ter à venda a obra completa do escritor, com destaque para o mais recente livro, o inédito "Último caderno de Lanzarote", editado no passado mês de outubro.

Seguem-se, também na biblioteca, as apresentações das peças teatrais "O Lagarto", pela cooperativa cultural Teatro do Elefante, no dia 23, às 14:00, e "Lado B - Levantei-me do chão", pelo coletivo de criação AL.GU.RES e a partir da obra "Levantado do Chão", de José Saramago, no dia 24, às 15:00.

Também no dia 24, na biblioteca, a partir das 16:00, vai realizar-se uma tertúlia sobre "O Nobel Saramago", dinamizada pela ASSESTA - Associação de Escritores do Alentejo e com a participação dos escritores Mário Sousa, Mário Rodriguez, Gilda Encarnação e Luís Contente.

No dia 29, a partir das 14:00, haverá uma "Oficina do Silêncio", dinamizada por Marina Palácio e dirigida ao público escolar.

No dia 08 de outubro de 1998, José Saramago, que, segundo o município, "construiu uma obra incontornável na literatura portuguesa e universal" composta por mais de 40 obras, tornou-se o primeiro, e até hoje único, Prémio Nobel de Literatura em língua portuguesa.

José Saramago nasceu em 1922, na aldeia de Azinhaga do Ribatejo, no concelho da Golegã, no distrito de Santarém, e morreu em 2010, na ilha de Lançarote, no arquipélago espanhol das Canárias.

O escritor publicou o seu primeiro livro "Terra do Pecado" em 1947 e, além do Prémio Nobel de Literatura, recebeu várias distinções, como o Prémio Camões em 1995.

José Saramago é o patrono e, a 05 de setembro de 2000, marcou presença na inauguração da Biblioteca Municipal de Odemira.

Tópicos:

Azinhaga, Camões, Câa, Escritores, Pecado, Saram, Saram Odemira Beja, Seguem,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Girl Move Academy existe há quatro anos com o objetivo de criar uma geração de mulheres líderes. É um “movimento de capacitação e investimento da mulher”.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A menos de 100 quilómetros da fronteira com a Síria, a cidade turca de Gaziantep é uma terra de tradições e sabores.

      Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.