Cannes 2019. Festival de veteranos com quatro estreantes em competição

| Cultura

Thierry Fremaux e Pierre Lescure, dois responsáveis do Festival de Cannes, ao anunciarem a seleção de filmes para a 72ª edição do Festival
|

A 72ª edição do Festival de Cannes, que irá realizar-se entre 14 e 25 de Maio, conta com quatro estreantes do mundo do cinema – Mati Diop, Jessica Hausner, Céline Sciamma e Justine Triet – e com vários cineastas de renome.

O Festival irá ter início no dia 14 de maio e o filme “The Dead Don’t Die” – uma comédia de terror sobre a temática de zombies – irá abrir a cerimónia. O filme é do realizador Jim Jarmusch e é estrelado por Bill Murray, Iggy Pop, Selena Gomez e muitos outros artistas.

Este ano, o Festival de Cannes conta com a nomeação de quatro cineastas novatas. Temos assim a estreia da cineasta e atriz francesa indicada para a Palma de Ouro, Mati Diop, com o filme “Atlantique”; da realizadora austríaca Jessica Hausner, e o filme “Little Joe”; da roteirista e realizadora francesa Céline Sciamma, com “Portrait de la jeune fille en feu”; e da realizadora Justine Triet, com a longa-metragem “Sybil”.
Mão-cheia de veteranos
O Festival, como forma de dar resposta à concorrência do Festival de Veneza, vai contar com a presença de uma mão-cheia de veteranos na competição: Pedro Almódovar (“Pain and Glory”), Marco Bellocchio, (“II Traditore”),os irmãos Jean-Pierre e Luc Dardenne (“The Young Ahmed”), Xavier Dolan (“Matthias & Maxime”), Terrence Malick (“The Hidden Life”), Ken Loach (“Sorry We Missed You”) e muitos mais.

A nível internacional, para completar a lista de cineastas veteranos, temos o realizador palestiniano Elia Suleiman que competirá com “It Must Be Heaven”; o coreano Bong Joon-ho que apresenta “Parasite”; e o brasileiro Kléber Mendonça Filho, com “Bacurau”.
Para além dos quatro cineastas já mencionados, vão marcar presença no Festival o cineasta chinês Dao Yinan (“The Wild Goose Lake”), o romeno Corneliu Porumboiu (“La Gomera”), o americano Ira Sachs (“Frankie”) e o francês Ladj Ly (“Les Misérables”).

A edição deste ano do Festival de Cannes coincide com os 25 anos da estreia de “Pulp Ficition”, de Quentin Tarantino, que aconteceu precisamente no festival francês. Em 2019, Tarantino está a trabalhar num novo projeto (“Once Upon a Time in Hollywood”) e a imprensa anunciou que o filme iria ser apresentado em Cannes.

Contudo, o diretor artístico do Festival, Thierry Fremaux, disse que o filme ainda não está pronto, mas que seria um prazer anunciar a estreia de “Once Upon a Time in Hollywood” na cerimónia.
72ª Edição
O cartaz do Festival já foi divulgado e é esperada uma homenagem à cineasta Agnès Varda (1928-2019), “a primeira realizadora da nouvelle vague e de um cartaz de Cannes” e a entrega de uma Palma de Ouro especial ao ator francês Alain Delon.

O cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu sucede a Cate Blanchett – presidente do júri da 71ª edição – e vai presidir à equipa de jurados. Os membros da equipa serão anunciados nos próximos dias.

Fora do concurso, reencontramos o realizador e os protagonistas do filme “Um Homem e uma Mulher”, merecedor da Palma de Ouro de 1966, que continuam a história em “Les plus belles années d'une vie” (2019). Ainda “Rocketman”, de Dexter Fletcher, sobre Elton John; “Too Old to Die Young” (dois episódios da série de Nicolas Winding Refn); ou “Diego Maradona”, do documentarista Asif Kapadia, a que já retratou Amy Winehouse e Ayrton Senna, vão estar presentes no Festival.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia agradeceu a Portugal a solidariedade do país pela disponibilidade de receber mil migrantes e refugiados, atualmente alojados em condições precárias naquele país.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.