Presidente da Indonésia diz que guerras comerciais são "destrutivas"

| Economia

|

O Presidente da Indonésia, Joko Widodo, alertou hoje para as tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China, classificando as guerras comerciais como "convites para a destruição".

O Presidente indonésio falava na assembleia anual do FMI e do Banco Mundial, que decorre até domingo, em Bali, na Indonésia.

Para Joko Widodo Widodo, as disputas entre as duas grandes potências estão a causar enormes turbulências nos mercados financeiros, numa altura em que atenção mundial devia estar voltada para a desaceleração do crescimento económico.

Numa alusão à popular série de televisão "Guerra dos Tronos" , Widodo afirmou ainda que uma vitória será inútil num "mundo que se está a afundar".

Na terça-feira, o FMI publicou as novas projeções macroeconómicas, que apontam para uma redução na expansão da economia global (3,7% em 2018 e 2019), como consequência das dúvidas provocadas pelas tensões económicas entre Washington e Pequim.

 

Tópicos:

Bali Indonésia,

A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.