Protesto pode levar mais de 40 mil professores a pedir pré-reforma

por Antena 1

RTP

É uma ação inédita de protesto dos professores, para pressionar o Governo. Cerca de 40 por cento dos docentes que estejam no escalão etário dos 55 anos podem avançar com um pedido formal de pré-reforma.

Um número que pode ir dos 40 mil a 50 mil professores nas contas da Fenprof.

O secretário-geral da Fenprof adianta que esta é uma resposta ao facto de os Ministros das Finanças e da Segurança Social terem esclarecido que o novo regime das pré-reformas na função pública será aplicado caso a caso.

Mário Nogueira lamenta esta postura, perante o desgaste da profissão docente.