"Israel deve manter a sua vigilância", estima major-general norte-americano na reforma

por RTP

O ataque que terá sido levado a cabo por Israel sobre solo iraniano constituiu, em simultâneo, uma medida retaliatória e uma "mensagem calculada". É esta a leitura de Mark MacCarley, major-general dos Estados Unidos na reforma, ouvido pela cadeia televisiva CNN.

"Penso que houve um processo de pensamento muito deliberado por parte do gabinete de guerra israelita", avaliou, acrescentando que "os israelitas tinham de retaliar, mas ao mesmo tempo, com a retaliação houve uma mensagem e esta é sim, nós podemos entrar. Não voltem a fazê-lo. Se o fizerem outra vez, então será o inferno".

Já o jornal The Washington Post escreve que o ataque aéreo contra o Irão visou demonstrar a Teerão que o Estado hebraico dispõe de capacidade para atingir o centro da República Islâmica.
pub