Maria Flor Pedroso entrevista Rui Carp

| Maria Flor Pedroso
Maria Flor Pedroso entrevista Rui Carp

Foto: Antena1

Rui Carp, economista, social-democrata desde 1974, um dos governantes que teve durante mais tempo a pasta do Orçamento, diz nesta entrevista à Antena1 que um ministro das Finanças que apresenta um orçamento equilibrado, como será o próximo, é um "herói". Sobretudo com o nosso histórico orçamental.


Rui Carp, que ainda foi dirigente do PSD com Marcelo Rebelo de Sousa e Durão Barroso, defende, sem margem para dúvidas, que o Governo tem de dar um sinal claro à Função Pública que está sem aumentos há 9 anos. O funcionário público "tem que ser muito mais bem pago, porque senão o que é que acontece? não digo corrupção, mas digo jeitinho". "Há gente que merece mais do que está a receber".

Sobre o PSD, diz nesta entrevista que "tem dias, quando o partido tem uma deriva muito liberal, eu não me revejo nisso". Elogia, ainda assim, a coragem de Pedro Passos Coelho. 


Apesar dos elogios que faz ao Orçamento, compreende que o PSD vote contra, "para haver alternativa".

Diz que Rui Rio ainda vai ter de provar "e até agora, ainda não provou" que tem melhores ideias que António Costa para o país e "Rio tem de convencer os portugueses disso". Rui Carp elogia a "gente muito competente" que está à volta dele. Mas adverte que "Rio tem de provar [que é] o líder adequado [para o atual momento político] ". Considera este histórico do PSD que Rio ganhou o Congresso e agora, "substituir por quem? Até agora, dos outros, ainda não vi assim nada de muito especial, nada, nada!".

Pode ver aqui na íntegra esta entrevista de Rui Carp a Maria Flor Pedroso:


Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.