Milhares desfilam em Roma contra o decreto "anti-migrantes"

| Mundo

Milhares de pessoas manifestaram-se hoje no centro de Roma em protesto contra o decreto sobre a segurança e "anti-migrantes", defendido pelo ministro do Interior e líder da Liga (extrema-direita), Matteo Salvini.

Segundo um dos participantes, Sergio Serraino, da associação Emergency, os manifestantes, muitos militantes da esquerda radical ou do meio associativo vindos de todo o país, desfilaram para dizer "não a Salvini e ao racismo".

"Black Lives Matter (as vidas negras contam)", "Acolhimento para todos, abram as fronteiras", podia ler-se em cartazes transportados pelos manifestantes, entre os quais se encontravam também muitos migrantes.

O controverso decreto-lei substitui as autorizações de residência humanitárias - atualmente concedidas a 25% dos requerentes de asilo e com uma duração de dois anos -- por diversas outras autorizações, como a "proteção especial", com a duração de um ano, ou a relativa a "catástrofe natural no país de origem", por seis meses.

Prevê ainda um procedimento de emergência para expulsar qualquer candidato considerado "perigoso", reorganizando o sistema de acolhimento dos requerentes de asilo.

O texto prevê também a utilização generalizada das pistolas de impulsos elétricos e facilita o despejo dos edifícios ocupados.

Após ter passado pelo Senado italiano (câmara alta do parlamento) na quarta-feira, o decreto-lei deverá ser votado em definitivo pela Câmara dos Deputados no final de novembro.

Tópicos:

Senado,

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.