Número de execução de pessoas é o mais baixo da década

por Antena 1

Seiscentas e noventa pessoas foram executadas em 2018. Os dados são da Amnistia Internacional e apontam para uma redução de 31 por cento face ao ano anterior.

Em geral, todos os países reduziram o número de execuções.

Apesar do balanço positivo, a Amnistia Internacional sublinha, como conta a jornalista Marta Pacheco, que ainda há casos muito preocupantes.

De acordo com a Amnistia no topo da tabela estão China, Irão, Arábia Saudita, Vietname e Iraque.
Outros dados deste relatório:
- Execuções no Irão passaram de 507 para 253

- Execuções no Iraque passaram de 125 para 52

- Execuções no Paquistão passaram de 60 para 14

- Execuções na Somália passaram de 24 para 13

- Burkina Faso aboliu a pena de morte

- Gâmbia e Malásia adotaram moratória para a pena de morte

- Pena de morte declarada inconstitucional no estado norte-americano de Washington.
pub