Agricultores portugueses contestam exigências da UE

| País
Agricultores portugueses contestam exigências da UE

Manuel de Almeida/Lusa

A Confederação dos Agricultores de Portugal considera um retrocesso a exigência de mais resultados a quem recebe ajudas europeias da PAC - a Política Agrícola Comum.

Em declarações à Antena 1 o presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, Eduardo Oliveira e Sousa, manifesta-se surpreendido com a posição do tribunal de contas europeu.

Eduardo Oliveira e Sousa da Confederação dos Agricultores de Portugal estranha a posição da União Europeia.

No parecer sobre a PAC depois de 2020, relatado pelo juiz João Figueiredo, o tribunal de contas europeu defende que é necessário exigir mais resultados aos agricultores que recebem ajudas diretas, para além de assumir que a PAC deve ser mais amiga do ambiente.

A informação mais vista

+ Em Foco

Francisco Veloso, reitor da Imperial College Business School, traça cenários após a rejeição do acordo.

O satélite natural da Terra mostrou-se grande e vermelho. A primeira Super Lua de 2019 foi vista em todo o mundo.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.