Apreensão de droga. Polícia brasileira desmente João Loureiro

por RTP

O ex-presidente do Boavista estava a bordo do voo privado que transportou 578 quilos de droga de São Paulo para Salvador da Baía. A informação foi confirmada à RTP pelo líder da investigação brasileira que desmente assim a versão de João Loureiro.

A polícia federal do Brasil confirma que o ex-dirigente desportivo está a ser investigado bem como todos os restantes passageiros deste voo suspeito.

Entre eles está também o empresário que está a negociar a compra da OMNI.

Em entrevista exclusiva à RTP, os empresários de futebol Hugo Cajuda e Bruno de Carvalho confirmam que estiveram com João Loureiro em Salvador no dia em que a droga foi apreendida.

Pelo contrário João Loureiro sempre afirmou que estava em São Paulo.

É uma investigação do Sexta ás 9.
pub