Campanha do Banco Alimentar chegou ao fim

por RTP

Não há mãos a medir, depois de três dias de recolha em todo o país, para arrumar o que foi doado. São muitas centenas de toneladas de alimentos, 1.900 contabilizadas até às 18h00, muito necessárias para distribuir por um número crescente de famílias.

O trabalho dos 40 mil voluntários que se apresentaram para recolher e armazenar os donativos é essencial para que tudo corra bem, como comprovou a repórter da RTP, Soraia Ramos, a partir de Lisboa.

Isabel Jonet, presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares, espera que este ano sejam superados os donativos de 2022.
pub