Guarda internado. Operacionais à civil concentram-se em Coimbra

por RTP

Foto: José Coelho - Lusa

Elementos da GNR e da PSP, à civil, juntaram-se este domingo à porta do Hospital de Coimbra, onde está internado um dos militares da Guarda baleados durante uma operação de fiscalização.

Sem farda, estes profissionais quiseram marcar presença para apoiar o colega. A iniciativa solidária foi convocada pelo chamado Movimento Zero.

O movimento nasceu na sequência do caso dos oitos polícias condenados por sequestro e agressões a moradoras da Cova da Moura.

À margem dos sindicatos, cruza-se entre a Polícia de Segurança Pública e a Guarda Nacional Republicana. Não tem rosto ou porta-voz, mas serão já cinco mil os membros.

Estes elementos das forças de segurança dizem-se "desmotivados e crentes que a integridade institucional está cada vez mais desacreditada". Um cenário já descrito em carta aberta ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.