Sexta às 9. Auto-excluído do jogo morreu no Casino Estoril

por RTP

É um caso de negligência e total inação do Estado. Um português de 58 anos anos morreu na sequência de um ataque cardíaco enquanto jogava no Casino do Estoril. Estava na lista dos auto-excluídos do jogo.

Este homem, ex-diretor de um serviço público, figurava nessa lista desde 2014, ou seja, estava proibido de entrar em qualquer casino português.

Há cinco anos, recorreu ao Sexta às 9 para provar ao país que o Turismo de Portugal falhava na responsabilidade de controlar os casinos.

A viúva afirma que a culpa é do Casino Estoril e, no limite, também do Estado.
pub