Suspeita de "mão criminosa". Reativações na Covilhã ameaçam casas

por RTP

Foto: Miguel Pereira da Silva - Lusa

O incêndio na Covilhã tem estado a ser combatido por mais de 361 operacionais com nove meios aéreos em locais de difícil acesso. As chamas alastraram ao conselho de Manteigas.

Mas também tem havido reacendimento no primeiro local de ignição.

Pedro Leitão, presidente da junta de freguesia de Vila Carvalho, onde começou o incêndio e onde as chamas ainda não foram dominadas e ameaçam casas, lembrou que com este se contam sete ou oito incêndios numa mata densa e sem corta-fogos.

Ao repórter da RTP Paulo Braz, Pedro Leitão apelou a "um trabalho em concreto com a floresta", para evitar a repetição "ano após ano" dos fogos, até por falta de meios das Câmaras e das freguesias para fazer as limpezas.

O presidente da junta de freguesia acrescenta que o incêndio teve "claramente mão criminosa".
pub