Tancos. Azeredo Lopes informado da recuperação das armas, diz Martins Pereira

| País

|

O antigo chefe de gabinete do ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes garante que informou o então ministro sobre a encenação que permitiu recuperar as armas roubadas em Tancos. A informação foi avançada pelos jornais Público e Correio da Manhã. O DN garante que Azeredo Lopes já foi chamado a depor.

Martins Pereira foi interrogado, quarta-feira, como testemunha neste processo. Não foi constituído arguido.

Os jornais Público e o Correio da Manhã adiantam que o tenente-general garantiu no interrogatório que informou o então ministro da Defesa Azeredo Lopes do conteúdo do memorando sobre Tancos que lhe foi entregue há menos de um ano pelo diretor da Polícia Judiciária Militar, o coronel Luís Vieira Um memorando que continha informação sobre a operação encenada de recuperação das armas furtadas nos Paióis de Tancos.

De acordo com o Público, o tenente-general Martins Pereira revelou que assim que recebeu o memorando sobre a operação encenada, passou imediatamente a informação ao governante, a quem ligou pelo WatsApp, cujos telefonemas e mensagens são encriptados e terá colocado o seu telemóvel à disposição dos investigadores para perícia que possa comprovar o que afirma.

O ministro da Defesa Azeredo Lopes demitiu-se do cargo a 12 de outubro, na sequência da investigação ao furto de armas em Tancos e para evitar o desgaste causado às Forças Armadas. Sempre negou ter tido qualquer conhecimento da encenação da descoberta das armas furtadas e descobertas a 18 de outubro de 2017. Dois dias antes da demissão, o advogado de Martins Pereira entregou o memorando em causa à justiça.

De acordo com o Diário de Notícias, o ex-ministro da Defesa já foi chamado a depor no âmbito da Operação Húbris, que investiga o furto do material militar de Tancos.

Tópicos:

Azeredo Lopes, Martins Pereira, chefe de gabinete, ministro da Defesa, operação Húbris, Tancos,

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.