Madeira assume custos do teste à chegada aos aeroportos da região

por Antena 1

Foto: Reuters

O Governo da Madeira vai assumir o custo do teste à covid-19, obrigatório para todos os passageiros desembarcados no arquipélago a partir de julho, indicou hoje o secretário da Saúde, quando a região assinala 16 dias consecutivos sem novas infeções.

"Todo o projeto está a ser planeado, uma vez que assumimos a responsabilidade dos custos, porque a Madeira é uma região de turismo, é uma região segura e, naturalmente, por querer continuar segura e de confiança, tem de transmitir essa mesma confiança e segurança a todos aqueles que nos visitam", afirmou Pedro Ramos, em videoconferência, no Funchal.

Também o secretário Regional do Turismo, Eduardo Jesus, afirma que a confiança para o mercado turístico é de extrema relevância, pois chegar a um território onde a população não está infectada trás uma maior credibilidade a quem chega.

O arquipélago da Madeira mantém o total de 90 casos de covid-19 pelo 16.º dia consecutivo, já com 67 casos recuperados, mais dois do que na quinta-feira, sendo que os 23 doentes ativos se encontram em hotéis e no domicílio, sem necessidade de cuidados hospitalares.

As autoridades preparam, agora, o processo de normalização das ligações aéreas, com a obrigatoriedade de apresentação ou realização de um teste à covid-19 à chegada aos aeroportos da Madeira e do Porto Santo.
pub