Saúde. Há uma nova esperança para tratar a síndrome do intestino curto

por RTP

Há uma nova esperança para tratar a síndrome do intestino curto. Trata-se de uma condição rara, grave e debilitante. Algumas das causas mais comuns são a doença de Crohn, cancro e anormalidades congénitas. O médico gastroenterologista, Jorge Fonseca, esteve no Bom Dia Portugal e explicou melhor esta condição.