RoCKIn 2015 põe robôs em luta

| Ciências

O robô "Mordomo" e a equipa do ISR/IST vão representar Portugal na competição do RoCKIn 2015
|

O Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações, em Lisboa, recebe até à próxima segunda-feira a edição de 2015 do RoCKIn, com a participação de 13 equipas e cerca de 150 protagonistas de seis países. Trata-se de uma competição de robótica.

São robôs e vão "lutar" entre si na tentativa de conquistar um lugar no pódio do RoCKIn 2015 - Robot Competitions Kick Innovation in Cognitive Systems and Robotics.

Uma competição tecnológica que procura, através de jovens estudantes na área da robótica, criar sistemas de facilitação do quotidian. Os robôs são a ferramenta.

Levar um chá, apanhar uma chave, controlar os ambientes em casa, acender ou apagar luzes, ou até mesmo, num futuro próximo, ajudar idosos com dificuldades motoras são exemplos.

Tarefas que já são de alguma forma executáveis, mas ainda com bastantes limitações."São robôs, mas vão lutar entre si porque quem servir melhor ganha um lugar entre os melhores robôs do mundo".

O certo é que há quem faça destas funções robóticas primárias uma competição muito séria.

É precisamente no RoCKIn 2015, que este fim-de-semana se realiza no Pavilhão de Portugal, no Parque das Nações, que se pode assistir a algumas "lutas" robóticas interessantes, como explica Pedro Lima, do Instituto de Sistemas e Robótica (ISR) do Instituto Superior Técnico (IST).

 


150 participantes de seis países
Aprovado no âmbito do 7.º Programa Quadro da União Europeia (área das Tecnologias de Informação e Comunicação), o projeto RoCKIn é uma Coordination Action que iniciou as suas atividades em janeiro de 2013 e terminará em dezembro deste ano.

Visa estimular a investigação em robótica através de competições em torno de ambientes domésticos e industriais, envolvendo a cooperação de robôs e sensores em rede.

Treze equipas, cerca de 150 participantes de seis países e muita tecnologia vão dar azo a muita competição e muitos nervos de aço aos jovens participantes.

Quem esteve à conversa com o site da RTP foi a equipa vencedora do último RoCKIn.Portugal participa com o "Mordomo", que quer levar de bandeja o título para o IST.

Victor e Rafael, ambos jovens germânicos a estudar na área de robótica, contam como é possível o mundo viver com estes seres mecânicos.

Agora em Portugal, querem mostrar que tudo o que construíram e programaram está mais do que apto para servir necessidades humanas. Pela frente, todavia, vão ter vários obstáculos, os físicos e os humanos, como por exemplo a equipa portuguesa do Instituto de Sistemas e Robótica (ISR) do IST.

É precisamente com o "Mordomo", um robô branco de olhos azuis, que a equipa portuguesa quer mostrar ao mundo que não habita um país que de mecânica apenas faz girar umas rodas.

Maria Braga, a jovem que deu a cara por este projeto, afirmou à RTP estar confiante num bom lugar.
 


As competições de robôs estimulam a investigação e a transferência de tecnologia.

Exemplos passados são o desenvolvimento dos veículos autónomos da Google, através de uma equipa que venceu a DARPA Grand Challenge em 2005, e a criação de empresas de sucesso na área, como a KIVA Systems (adquirida pela Amazon) e a Aldebaran Robotics (fabricante de robôs como o NAO e o Pepper).

A cerimónia de abertura do RoCKIn 2015 tem lugar no Auditório do Pavilhão do Conhecimento do Parque das Nações este sábado, a partir das 14h30, com a presença do reitor da Universidade de Lisboa e o presidente do IST e será aberta ao público em geral, incluindo uma visita ao local das competições, no vizinho Pavilhão de Portugal.

Pedro Lima, do ISR/IST, diz-se orgulhoso de estar na primeira linha internacional e conseguir com que Portugal acolha uma competição de robôs.


Eventos paralelos e associados ao RoCKIn 2015
A par do RoCKIn 2015 foram preparados dois eventos associados:

• 2nd Iberian Robotics Conference, co-organizada pela SPR - Sociedade Portuguesa de Robótica, SEIDROB - Sociedad Española para la Investigación y Desarrollo en Robótica, e GTROB - Grupo de Robótica de CEA,  que decorreru entre quinta e sexta-feira no Hotel Tivoli Oriente;

• Workshop on EU Robotics Cluster Regions, evento aberto ao público, com apresentações de empresas portuguesas de Robótica e a possível criação de um cluster na cidade de Lisboa (Robotics Startup City), que tem lugar este sábado, das 15h30 às 17h30, no Pavilhão do Conhecimento.

Tópicos:

Lisboa, Pavilhão de Portugal, RoCKIn, Robótica, Robôs, ISR/IST,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam em Portugal continental cerca de 200 mil hectares.

    Acionar o artigo 155 da Constituição espanhola representa um momento único na História de Espanha. O Governo de Madrid já definiu os setores que quer controlar de imediato.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Mário Centeno também deixou no ar a ideia de que, na discussão da especialidade do OE2018, seja posto um ponto final nos cortes do subsídio de desemprego.