Lupanar apresentam disco de estreia sexta-feira e sábado no Porto

| Cultura

O grupo de música "Lupanar", que se auto- define como um "bordel artístico-musical", apresenta sexta-feira e sábado no Porto o seu disco de estreia, intitulado "Abertura", foi hoje anunciado.

O primeiro trabalho discográfico desta banda conta com a colaboração dos músicos Carlos Guerreiro (gaiteiros de Lisboa), Nuno Reis (Ena Pá 2000 e ex-Cool Hipnoise) e Luís Fernandes (músico e actor).

O projecto foi constituído em 2001 por sete jovens músicos que pretendem surpreender pelas "ideias musicais dificilmente catalogáveis, pela inventividade das letras em português, pelas melodias estranhas e pelo rasgar da estrutura da canção".

Do seu percurso, os Lupanar destacam o concerto em 2002 na Aula Magna, em Lisboa, para uma assistência de cerca de mil pessoas, a participação no concurso "Termómetro Unplugged", no qual obtiveram o terceiro lugar, e a inclusão de um tema da sua autoria no álbum "Movimentos Perpétuos", de homenagem a Carlos Paredes.

O grupo é composto por Ana Bacalhau (voz), Gonçalo Tocha (viola, teclado de brincar e voz), Dídio Pestana (guitarra e barulhos vários), Jan Peuckert (acordeão), Carlos Vann (percussão), Tiago Rebelo (bateria) e José Pedro Leitão (contrabaixo).

No Porto, os concertos vão realizar-se sexta-feira e sábado, ao final da tarde, nas Fnac`s do Norteshopping e do Gaiashopping e à noite no Espaço Contagiarte.

A informação mais vista

+ Em Foco

O Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto propõe o resgate de redes de pesca "fantasmas" que ficam perdidas na faina diária.

    A música de Matay, escrita por Boss AC, ficou em primeiro lugar. Mas o tema "Telemóveis", de Conan Osíris, foi o mais votado pelo público.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.