Miguel Sousa Tavares ganha prémio em Itália com "Equador"

| Cultura

O livro "Equador", de Miguel Sousa Tavares, conquistou em Itália o prémio literário "Grinzane Cavour 2006", anunciou a editora, Cavallo di Ferro.

O prémio, instituído em 1982, é considerado um dos quatro mais importan tes em Itália, a par dos prémios Strega, Campiello e Viareggio, e o mais prestig iado para a literatura estrangeira publicada no país, afirma a editora em comuni cado.

A escolha dos vencedores é decidida por um duplo sistema: a selecção fe ita pelos críticos (escritores, jornalistas culturais e críticos literários) e o voto popular, constituído por leitores entre os estudantes de italiano de vária s instituições nacionais e estrangeiras (Berlim, Bruxelas, Paris, Moscovo, Praga , Estocolmo, Tóquio, Cairo, Buenos Aires e Salamanca).

A editora indica que a atribuição do prémio confirma "a excelente recep ção da crítica e do público italiano à obra do escritor português", lançada em O utubro pela Cavallo di Ferro.

O nome de Miguel Sousa Tavares figura agora ao lado de outros escritore s agraciados com o Grinzane Cavour, reconhecidos a nível mundial e que em alguns casos receberam posteriormente o prémio Nobel.

Entre os vencedores do prémio italiano em edições anteriores estão Juli en Green (1991), Gunter Grass (1992), Czeslaw Milosz (1993), Carlos Fuentes (199 4), Bohumil Hrabal (1995), Kenzaburo Oe (1996), Yves Bonnefoy (1997), Jean Staro binski (1998), V.S Naipul (1999), Manuel Vasquez Montalban (2000), Doris Lessing e Toni Morisson (2001), J.M Coetzee (2003), Mário Vargas Llosa (2004) e Anita D esai (2005).

A informação mais vista

+ Em Foco

A primeira-ministro britânica descarta um segundo referendo, por considerar que não vai solucionar a encruzilhada que o Reino Unido enfrenta.

Xi Jinping passou dois dias em Lisboa, na primeira visita de Estado a Portugal desde que é Presidente da República Popular da China. Foram assinados vários acordos bilaterais.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      O processo de degelo na Gronelândia acelerou substancialmente nas últimas décadas. Os investigadores alertam para o perigo da subida do nível da água do mar.