Orpheu usou António Ferro como "idiota útil"

| Cultura
Orpheu usou António Ferro como idiota útil

Orlando Raimundo, o autor do livro sobre uma das personalidades que marcaram o século XX português, recorda como se tornou no diretor da revista.

Em entrevista à Antena 1 a propósito do lançamento da obra “António Ferro: O Inventor do Salazarismo”, Orlando Raimundo recorda que o jovem que viria a ser uma das figuras centrais do Estado Novo foi editor da revista Orpheu sem o saber.

A ideia partiu de Mário Sá-Carneiro numa conversa com Fernando Pessoa. António Ferro foi escolhido por ser menor de idade, o que evitaria que pudesse ser responsabilizado caso houvesse qualquer problema com a revista.

A informação mais vista

+ Em Foco

Declarações exclusivas de Valdemar Alves ao Sexta às 9, que se debruçou sobre a reconstrução após os incêndios de 2017.

O realizador italiano tinha 96 anos. Além do cinema, deixou marcas no teatro e na ópera mundial.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.