Premiadas em Espanha gravuras editadas por Centro Português de Serigrafia

| Cultura

Gravuras do escultor Andrés Alcántara editadas, impressas e apresentadas pelo Centro Português de Serigrafia (CPS) na Estampa em Madrid, foram consideradas as melhores do certame pela Associação de Críticos de Arte de Madrid.

A informação foi facultada pela Galeria António Prates e o CPS, entidade que no ano passado recebeu o Prémio de Melhor Galeria presente no certame, entre as 95 de 14 países representados.

Andrés Alcántara, nascido em 1960 em Torredelcampo, Espanha, reside actualmente em Madrid, onde tem realizado a maior parte da sua obra.

A sua primeira exposição individual data de 1988 na Galeria Emilio Navarro, na capital espanhola, seguindo-se diversas outras mostras em Espanha e no estrangeiro, nomeadamente em Portugal.

Alcántara, que se considera fundamentalmente um escultor - trabalhando preferencialmente o mármore puro, branco ou negro - tem também enveredado pelo caminho do desenho.

Do seu currículo fazem parte vários prémios, entre os quais o 1º Prémio do XIV Concurso Nacional de Escultura da Caja Madrid (1990), e o 1º Prémio no Concurso Internacional de Escultura Jacinto Higueras, de Jaén (1994).

A informação mais vista

+ Em Foco

Várias organizações de defesa dos Direitos Humanos exigem uma investigação rigorosa.

A morte do advogado foi conhecida há dois anos, no Natal, mas existem vários indícios de que a possa ter simulado.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.