RTP em destaque nos Prémios Gazeta

| Cultura
RTP em destaque nos Prémios Gazeta

A ver: RTP em destaque nos Prémios Gazeta

As jornalistas Sofia Leite, da RTP, e Rita Colaço, da Antena 1, foram distinguidas com os Prémios Gazeta, que dão visibilidade aos melhores trabalhos jornalísticos de 2015.

As jornalistas Sofia Leite, da RTP, e Rita Colaço, da Antena 1, foram distinguidas com os Prémios Gazeta, que dão visibilidade aos melhores trabalhos jornalísticos de 2015.


A jornalista da RTP, Sofia Leite, a autora do trabalho sobre as levadas da Madeira com o título "Água Vai, Pedra Leva", afirmou: "Achei que valia a pena fazer um documentário. Quando cheguei lá, fiquei esmagada pela dimensão da obra. E por encontrar várias pessoas vivas que queriam contar".

Na reportagem ficou registada a história de homens que agarrados a cordas abriam caminho à água, desde o sítio onde nasce até às aldeias que dela precisam - uma "epopeia" retratada em televisão.

E o trabalho valeu, a Sofia Leite, o seu segundo Prémio Gazeta. O veterano jornalista Mário Zambujal vaticina: "E ela não vai ficar por aqui".


Rita Colaço, da Antena 1, também repetiu a conquista do prémio, desta vez, pela reportagem "Mar da Palha, Zona C", onde se ouviu o dia-a-dia de quem apanha ameijoa no Tejo.

O presidente da República esteve na cerimónia. De Marcelo Rebelo de Sousa, que desde cedo colaborou com a comunicação social, ouviu-se um apelo à luta diária pela defesa da democracia.

Os Prémios Gazeta são atribuidos anualmente. Desta vez, foram distinguidos sete jornalistas e um semanário regional.

(Foto: Mário Cruz, Lusa)

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

        Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.