Vila Real - Primeira edição do Festival Internacional de Teatro começa dia 27

| Cultura

A primeira edição do Festival Internacional de Teatro "Vinte e Sete", que decorre em Vila Real e Chaves, começa a 27, Dia Mundial do Teatro, e durante um mês vai "oferecer" 20 espectáculos ao público transmontano.

O "Vinte e Sete" resulta de uma co-produção entre o Teatro de Vila Real e a companhia Urze, conta ainda com parceria da Associação Chaves Viva e apoio da Direcção Regional da Cultura do Norte.

O director do teatro de Vila Real, Vítor Nogueira, disse hoje, em conferência de imprensa, que a primeira edição do festival pretende celebrar também os 400 anos do clássico "D. Quixote" de Cervantes, e os 300 anos do nascimento do comediógrafo António José da Silva.

Com um total de 20 espectáculos, o evento começa a 27 de Março, Dia Mundial do Teatro, e prolonga-se até 27 de Abril, fazendo parte do programa companhias de Espanha, República Checa e Portugal.

O "Vinte e Sete" começa com a Festa do Livro, que incluiu uma feira do livro, e a exposição "Um rapaz chamado Mário Viegas".

O festival inclui espectáculos que evocam "D. Quixote" como os Monicreques Kukas (Espanha), no dia 09 de Abril e do Teatro Negro de Praga (República Checa), no dia 20 de Abril, e o "Anfitrião" de António José da Silva, numa versão de teatro de papel a cargo do Teatro Nacional de São João.

Segundo Vítor Nogueira, para descentralizar os eventos culturais, os espectáculos vão decorrer em Vila Real e no cine-teatro Bento Martins e no Espaço ADRAT, em Chaves.

O "Vinte e Sete" integra e dá início à programação do Teatro de Vila Real para o segundo trimestre de 2005.

Em Maio, os transmontanos poderão assistir a espectáculos de Paulo Gonzo (dia 06), à peça de teatro "Um pijama para seis", com Tozé Martinho, no dia 13, "Spirit of the dance" no dia 24, um espectáculo que inicia a digressão portuguesa em Vila Real, passando de seguida pelos coliseus do Porto e de Lisboa.

Em Junho, regressam à esplanada do teatro os espectáculos ao ar livre e como novidade, esta casa de espectáculos vai ainda levar a animação de rua ao centro histórico de Vila Real, às sextas-feiras.

A comédia "Os Portas" sobe ao palco no dia 04 de Junho, Sérgio Godinho actua a 11 e a 23 realiza-se o peça "Confissões das mulheres de 30", de Domingos de Oliveira.

O trimestre encerra com a estreia nacional do espectáculo "Vicent, Van e Gogh" da companhia Peripécia, de Macedo de Cavaleiros.

Vítor Nogueira referiu que, no âmbito do serviço educativo, a programação para Abril, Maio e Junho reserva 17 espectáculos para o público escolar, nos domínios do teatro e da música.

O Teatro de Vila Real comemora o seu primeiro aniversário no sábado com a com a apresentação da ópera "La Traviata", um clássico mundial e a mais conhecida obra de Giuseppe Verdi, pela companhia lírica madrilena Siglo XXI.

Por esta casa de espectáculos passaram durante este ano cerca de 70 mil espectadores, distribuídos pelos diferentes espaços: grande auditório, pequeno auditório, auditório exterior, café concerto e esplanada, onde houve uma média de mais de um espectáculo por dia, com uma taxa de ocupação de cerca de 85 por cento.

Na próxima terça-feira é inaugurada no Museu de Vila Real, a exposição "Locais de Espectáculo em Vila Real", que passa em revista as principais casas de espectáculo que existiram neste concelho ao longo dos tempos.


A informação mais vista

+ Em Foco

O ministro dos Negócios Estrangeiros considera, em entrevista à Antena 1, que Portugal tem a vantagem de não ter movimentos populistas organizados.

    Segundo um relatório da Amnistia Internacional, o número de mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal continua elevado.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.