Exportações extracomunitárias de calçado português aumentam 111% em 5 anos

| Economia

As exportações de calçado para os mercados extracomunitários aumentaram 111% em cinco anos e representam 14% das vendas do setor para o exterior, destacando-se o triplicar dos números para os EUA e a "descoberta" da Austrália, segundo a associação.

"A procura de novas geografias no mapa das exportações é há já muito tempo uma opção estratégica das empresas portuguesas de calçado. Como resultado do investimento sem precedentes feito em novos mercados, as exportações para países extracomunitários aumentaram 111% nos últimos cinco anos, representando atualmente 14% do total", refere a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS).

De acordo com a associação, as exportações de calçado aumentaram "significativamente em praticamente todos os mercados relevantes fora da União Europeia", tendo o crescimento mais expressivo acontecido nos EUA, para onde as vendas de sapatos portugueses triplicaram desde 2011 e ascendem, hoje, a cerca de 70 milhões de euros.

Entre os novos mercados que têm "concentrado as atenções" da indústria portuguesa está ainda a Austrália, para onde as vendas praticamente quadruplicaram nos últimos cinco anos, passando de 2,6 para 12,5 milhões de euros no final de 2015 e somando já 6,5 milhões de euros no primeiro semestre deste ano (o que representa uma subida homóloga de 31%).

Segundo a APICCAPS, a Austrália, com os seus 24 milhões de habitantes, surge como uma "boa oportunidade" para as empresas portuguesas do setor, que atualmente são já dos principais responsáveis pelas exportações nacionais para aquele país.

"Dados do World Footwear Yearbook apontam que o país importa 147 milhões de pares de sapatos por ano, sobretudo da China (que concentra 77% das importações), do Vietname (9%) e da Indonésia (4%)", refere, acrescentando que o consumo na Austrália ronda os 152 milhões de pares de sapatos por ano e a produção interna não é muito expressiva, ficando-se por cerca de nove milhões de pares/ano", adianta.

Tópicos:

APICCAPS, Indonésia %, Industriais Calçado Componentes Artigos,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Kim e Donald passaram do insulto à vontade mútua de fazer história. Bem-vindos à era das ilusões.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.