Taxa de juro implícita no crédito à habitação cai para 1,181% em fevereiro

| Economia

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação caiu para 1,181% em fevereiro, contra os 1,197% de janeiro, segundo dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o INE, a prestação média vencida para a globalidade dos contratos foi 239 euros (240 euros no mês anterior), redução que "foi determinada pela componente juros", mantendo-se inalterado o valor médio da amortização pelo terceiro mês consecutivo.

No destino de financiamento `Aquisição de Habitação`, o mais relevante no crédito à habitação, a taxa de juro passou de 1,206% em janeiro para 1,192% em fevereiro, enquanto nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro situou-se em 2,142% (2,135% em janeiro).

O montante de capital médio em dívida para a totalidade dos contratos de crédito à habitação diminuiu 78 euros face a janeiro, para 52.018 euros.

A informação mais vista

+ Em Foco

O ministro dos Negócios Estrangeiros considera, em entrevista à Antena 1, que Portugal tem a vantagem de não ter movimentos populistas organizados.

    Segundo um relatório da Amnistia Internacional, o número de mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal continua elevado.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.