Sondagem diária da RTP mostra menos indecisos e cimenta vantagem da PàF

por RTP

Na quinta sondagem diária da Universidade Católica para a RTP sobre as eleições legislativas de 4 de outubro, assinala-se uma ligeira descida no número de indecisos, de 34 para 31 por cento, uma percentagem que ainda assim se mantém elevada e que pode afetar negativamente a qualidade das estimativas dos resultados eleitorais.

Nas intenções diretas de voto, PSD e CDS registam a simpatia de 27 por cento dos inquiridos – uma ligeira subida de um ponto percentual face a segunda-feira - e o PS mantém os 17 por cento.



A CDU sobe de cinco para seis por cento e o BE de três para quatro por cento. Os demais partidos continuam a somar dois por cento das intenções de voto.
Os resultados mantêm-se dentro das margens de erro, pelo que não se pode concluir que, se as eleições fossem hoje, a coligação teria mais votos do que o PS.


Quanto às estimativas dos resultados eleitorais, a coligação Portugal à Frente mantém-se nos 40 por cento, mas o PS desce de 35 para 34 por cento, o que confirma a liderança da aliança entre PSD e CDS-PP, agora por uma diferença de seis pontos percentuais, face aos anteriores cinco.



A CDU (PCP e PEV) regista a maior subida na estimativa dos resultados eleitorais, de oito para dez por cento. Já o BE sobe um ponto, de sete para oito por cento. As outras formações mantêm-se nos quatro por cento, ao passo que os votos brancos e nulos descem de seis para quatro por cento.

A percentagem de eleitores que não sabem em quem votarão desceu para 31 por cento e os que recusam responder mantêm-se sem alterações.

Sondagens diárias

Esta é a quarta de uma série de sondagens que a RTP divulga até ao final da campanha eleitoral. Estes estudos permitem avaliar dia a dia a evolução das intenções de voto e a tendência dos indecisos.



A amostra é inferior à de um barómetro.

O interesse deste tipo de sondagem (tracking poll) reside na observação das tendências de subida e descida de cada partido, mais do que a medição da percentagem das intenções de voto de cada um.

Ficha técnica


Esta sondagem foi realizada pelo CESOP – Universidade Católica Portuguesa para a RTP entre os dias 18 e 22 de setembro de 2015. O Universo alvo é composto pelos indivíduos com 18 ou mais anos recenseados eleitoralmente residentes em Portugal Continental em lares com telefones fixos. Foram obtidos 828 inquéritos válidos, sendo 61% dos inquiridos mulheres, 29% da região Norte, 32% do Centro, 30% de Lisboa, 3% do Alentejo e 6% do Algarve. Todos os resultados obtidos foram depois ponderados de acordo com a distribuição de eleitores residentes no Continente por sexo, escalões etários e região na base dos dados do recenseamento eleitoral e do Censos 2011. A taxa de resposta foi de 73%*. A margem de erro máximo associado a uma amostra aleatória de 823 inquiridos é de 3,4%, com um nível de confiança de 95%.

* A taxa de resposta é estimada dividindo o número de inquéritos realizados pela soma das seguintes situações: inquéritos realizados; inquéritos incompletos; e recusas.
Tópicos