Bataclan cantou "liberdade" em português com Resistência

| Mundo

O grupo português Resistência encheu o Bataclan
|

A sala de espetáculos Bataclan, em Paris, encheu-se para ouvir o grupo Resistência, com o cantor Miguel Ângelo a afirmar "Je suis Paris" e a justificar a presença do grupo no palco, como prova de que é preciso ser livre e "não ter medo".

A frase "Je suis Paris", em referência ao `slogan` que correu mundo depois dos atentados na capital francesa, surgiu no final da canção "Liberdade", em que a sala entoou "Canta liberdade, alto e sem medo".

Momentos antes, Miguel Ângelo afirmou: "A próxima canção diz que a liberdade está quase perdida. A nossa vinda aqui esta noite e a nossa celebração mostra o contrário. A liberdade continua nossa. Podemos ir ver concertos, ir ver jogos de futebol, andar de metro, sermos livres e não termos medo."

Mas foi com um "Bonsoir Paris, Bonsoir Portugal" que os músicos abriram o concerto, mediante sala cheia, muitos aplausos, muitos telemóveis a filmar e, pelo menos, duas bandeiras portuguesa no meio da multidão.

Cerca de 1700 pessoas encheram a sala, segundo as contas da associação de jovens Cap Magellan - que organizou o concerto, no âmbito do 25.º aniversário - e entoaram a primeira música, "Nasce Selvagem", cantando em coro "mais do que um partido, uma equipa ou religião, tu pertences a ti, não és de ninguém".

Seguiram-se muitos aplausos e Miguel Ângelo afirmou: "É muito bom estar de volta, de regresso a Paris! É muito bom estar na festa dos 25 anos da Cap Magellan. É muito bom estar nesta festa de música ao vivo. É muito bom estar no Bataclan!"

A sala ecoou outros êxitos dos Resistência como "A Noite", "Não sou o único", "Vai sem medo", "Timor", "Amanhã é sempre longe de mais", "Aquele Inverno", "Circo de feras" e "Um lugar ao sol", entre muitas outras canções.

Um concerto acompanhado em direto pela correspondente da RTP em Paris, Rosário Salgueiro.

(com Lusa)

Tópicos:

Bataclan, Colaço, Câa, Gerais, Lúcia, Resistência, Stade,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

    Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.

    É um desejo antigo do Homem poder tocar as estrelas. Um feito que parece ser agora "quase" alcançável através da missão espacial solar Parker.

      Entre as 21h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira, o mundo viu uma chuva de Perseidas, espetáculo habitual em agosto. Nos locais mais remotos, foi possível admirar melhor o fenómeno.