Governo timorense prepara comemoração dos 500 anos da chegada de portugueses

| Mundo

O Governo timorense analisou esta semana o programa de atividades proposto para a comemoração no final deste ano, do 500.º aniversário da "Afirmação da Identidade Timorense", que marca a chegada de navegadores portugueses ao território.

Uma proposta do programa foi apresentada esta semana pelo ministro da Administração Estatal e presidente da comissão organizadora dos festejos, Dionísio Babo, com o Governo a explicar que se vão centrar no mês de novembro e, em particular no enclave de Oe-Cusse, onde primeiro chegaram os portugueses.

A proposta foi analisada na reunião de terça-feira do Conselho de Ministros, tendo sido preparada pela comissão organizadora que foi criada, por decreto governamental, a 14 de abril último.

Segundo explica o Governo em comunicado - sem detalhar para já qualquer informação da agenda de atividades - as cerimónias "pretendem dignificar a história e o processo de construção da identidade timorense, bem como valorizar a democracia, a política e a unidade nacional".

Está a ser prevista uma agenda de atividades para recordar a "abordagem histórica, cultural e intelectual" do aniversário.

A resolução que cria a comissão organizadora recorda que as comemorações terão o seu ponto alto no dia 28 de novembro, data que marca ainda o 40º aniversário da declaração da independência de Timor-Leste.

"Esta comemoração, recorde-se, tem como ponto de partida assinalar a chegada dos navegadores e missionários portugueses a Lifau, Oe-Cusse Ambeno, e representa um marco histórico na afirmação da nova identidade timorense e na construção de Timor-Leste", explica o Governo.

A informação mais vista

+ Em Foco

O presidente da Câmara dos Comuns é, digamos assim, o equivalente ao presidente da Assembleia da República em Portugal.

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A entrevista ao ativista de Direitos Humanos para o programa Olhar o Mundo.