Mário Lopes: "Não estamos preparados para sismos como os de Itália"

| Mundo
Mário Lopes: Não estamos preparados para sismos como os de Itália

A ver: Mário Lopes: "Não estamos preparados para sismos como os de Itália"

O professor do Instituto Superior Técnico de Lisboa esteve no Telejornal depois de 45 dias de trabalho de campo sobre os recentes sismos no centro de Itália.

Mário Lopes, docente no Instituto Superior Técnico, explica que o sismo deste domingo não provocou vítimas porque as construções antigas de Norcia "foram reforçadas" e existe maior prevenção.

O especialista explica que os vários sismos em território italiano se devem aos abalos ao longo de um sistema de falhas que existe no país, afirmando mesmo que têm sido registadas cerca de 300 réplicas por dia desde o terramoto em Amatrice.
Portugal "não está preparado"
Em relação ao caso português, o cenário complica-se em duas frentes: os edifícios mais antigos não estão preparados e os novos edifícios carecem de fiscalização.

"Como não há fiscalização cada um faz o que quer e em relação às construções novas há de tudo. A maior parte da nossa reabilitação é um peeling aos edifícios", alerta Mário Lopes.

A informação mais vista

+ Em Foco

Na edição deste sábado do 360, na RTP3, o jornalista António Louçã, autor da grande reportagem "Alemanha: o reverso da medalha", resumiu o contexto económico e social no chamado motor da Europa, em véspera de ida às urnas.

A Alemanha vai a votos com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

    Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

      Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.