Presidente timorense chocado com circunstâncias da queda do voo MH17 na Ucrânia

| Mundo

O Presidente de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, afirmou hoje, em comunicado, estar "chocado com as circunstâncias" da queda do avião da Malaysia Airlines na passada quinta-feira com 298 pessoas a bordo.

O Boeing 777 da Malaysia Airlines, que fazia a ligação entre Amesterdão e Kuala Lumpur sob o número MH17, caiu na quinta-feira na região leste da Ucrânia com 298 pessoas a bordo, depois de, alegadamente, ter sido atingido por um míssil que a comunidade internacional diz ter sido disparado pelos rebeldes pró-russos.

"Foi com grande pesar que tomei conhecimento do desastre aéreo na Ucrânia. Estou chocado com as circunstâncias que levaram à queda do avião", afirmou, em comunicado, o Presidente timorense.

"Em nome do Estado e do povo de Timor-Leste apresento as minhas sentidas condolências ao governo da Malásia e, em especial, às famílias enlutadas e aos países das nacionalidades envolvidas na queda do avião MH17 das Linhas Aéreas da Malásia", acrescenta ainda o comunicado do chefe de Estado timorense.

Tópicos:

Amesterdão, Aéreas, Boeing, Malásia, Ucrânia,

A informação mais vista

+ Em Foco

O presidente da Câmara dos Comuns é, digamos assim, o equivalente ao presidente da Assembleia da República em Portugal.

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A entrevista ao ativista de Direitos Humanos para o programa Olhar o Mundo.