Casos de crianças e jovens em risco estão a aumentar

| País
Casos de crianças e jovens em risco estão a aumentar

A ver: Casos de crianças e jovens em risco estão a aumentar

O último Relatório revela que em 2013 foram sinalizados 71 mil casos, mais do que no ano anterior, que registou 69 mil processos.

O primeiro alerta de menores em risco chega normalmente às Comissões de Protecção de Crianças e Jovens.
As equipas espalhadas pelo país têm cada vez mais casos e lidam com problemas mais complexos, embora disponham de menos recursos humanos.

O número de casos que envolve crianças e jovens em risco tem vindo a aumentar.

O último Relatório revela que em 2013 foram sinalizados 71 mil casos, mais do que no ano anterior, que registou 69 mil processos.  

Entre as várias situações de perigo comunicadas às Comissões de Proteção de crianças, 8600 processos instaurados dizem maioritaiamente respeito a casos de crianças sujeitas a violência doméstica.

Seguem-se as queixas de negligência, com 6400 casos. Os maus tratos físicos surgem em sexto lugar, com a sinalização de 1700 crianças e jovens. Quando se fala do volume de processos por região, o concelho da Amadora lidera com 2.000 casos.

No distrito de Lisboa, destaca-se Sintra com 3100 casos, e logo a seguir toda a malha urbana da capital com 3600 processos de casos sinalizados.

A informação mais vista

+ Em Foco

No mês do Mundial de futebol a RTP faz uma radiografia da vida na Rússia.

    Entrevista a António Mateus para o programa "Olhar o Mundo". Veja aqui.

    Um olhar aos altos e baixos da relação entre o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

      A RTP esteve em 2017 no navio Aquarius, agora acolhido por Espanha com mais de 600 migrantes a bordo. Veja ou reveja a reportagem.