Duarte de Bragança vai a São Tomé doar casa a estudantes desfavorecidos

| País

O herdeiro da Casa Real Portuguesa, Duarte Pio, vai na próxima semana a São Tomé e Príncipe doar uma residência para estudantes que moram longe e inteirar-se da ajuda que pode ser dada ao desenvolvimento da agricultura.

"A Fundação Dom Manuel II vai comprar uma casa para servir de alojamento para estudantes que vêem do interior e não têm onde ficar, e ficam hospedados nesta casa, que dá para 20 estudantes", disse Duarte Pio à Lusa.

A ida do herdeiro da Casa Real a São Tomé surge no seguimento de anteriores projetos já desenvolvidos nas áreas da formação profissional e de investigação científica em Timor, Angola e Guiné.

"Para além de ajudar a desenvolver uma agricultura familiar mais sustentável para potenciar a produção de produtos alimantares e proteger a floresta, vou estudar a hipótese de fazer um curso de formação rural para jovens são-tomenses", disse Duarte Pio,

Durante a viagem, está também prevista uma visita ao Presidente da República e deslocações a campos de cacau, uma das maiores fontes de receita do país: "A agricultura decaiu muito a seguir à independência, desorganizou-se muito, e hoje há um esforço muito grande para recuperar, feito por algumas empresas internacionais de chocolate, mas há muito trabalho para fazer, e daí a importância da formação dos jovens agricultores, mas os contornos dessa ajuda têm de ser aferidos no local", concluiu.

Tópicos:

Pio,

A informação mais vista

+ Em Foco

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

    Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

      O desaparecimento do jornalista saudita fragiliza a relação dos EUA com uma ditadura que lhe tem sido útil a combater o Irão e a manter os preços do petróleo.

        Na Venezuela, os sequestros estão a aumentar. Em Caracas, só este ano foram raptadas 107 pessoas.